O Seu portal conservador de notícias, Evangelismo e Informação em defesa da fé Cristã

  • Últimas Notícias

    11 novembro 2014

    O Brasil e suas perversões: Entra em vigor lei que oficializa primeira praia para nudistas no Rio


    Enfim, os nudistas que há anos fizeram da praia carioca do Abricó o seu point terão chance de ganhar mais sossego. O presidente da Câmara Municipal, Jorge Felippe, promulgou, e o prefeito Eduardo Paes sancionou a lei que oficializa o Abricó como território do denominado naturismo.

    A partir de agora, a legislação assegura o direito de os banhistas ficarem pelados naquela praia para os lados do Recreio dos Bandeirantes.

    De autoria da vereadora Laura Carneiro, o projeto transformado em lei define: “Denomina-se naturismo o conjunto de práticas de vida ao ar livre em que é utilizado o nudismo como forma de desenvolvimento da saúde física e mental das pessoas de qualquer idade, através de sua plena integração com a natureza''.


    Para deixar claro, a Lei 5.807, de 6 de novembro de 2014, afirma que ficar sem roupa no Abricó “não constitui ilícito penal''. A prefeitura se encarregará de alertar sobre a característica do balneário. A nova norma não proíbe que gente com o patrimônio coberto frequente a praia.

    Aqui no Rio, as peladonas que correm nas ruas de Porto Alegre têm um lugar para chamar de seu.

    Para conhecer a íntegra da lei, basta clicar aqui.

    A reportagem de Caio Barbosa informando sobre a sanção do prefeito pode ser lida neste link.

    Curiosidade histórica: o falecido senador Nelson Carneiro foi o autor do projeto que instituiu o divórcio no Brasil. Sua filha Laura, do que liberou oficialmente a praia do Abricó para o naturismo.

    UOL

    Sobre

    Exclusivamente voltado para matérias informativas em questões apologéticas, notícias e estudos bíblicos, este site tem o objetivo de servir como ferramenta de evangelização bem como alerta e preparo à igreja cristã sobre os últimos eventos que antecedem a Volta Gloriosa de nosso Senhor Jesus Cristo.

    Termos de Uso

    Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir os artigos em qualquer formato, desde que informe o(a) autor(a) e a fonte do artigo, bem como as fontes intermediárias, inclusive o Site "O Correio de Deus". Não é permitido a alteração do conteúdo original sem a devida notificação de alteração em cópia extraída deste site e muito menos a utilização para fins comerciais.
    Licença Creative Commons
    Este trabalho está licenciado com uma Licença