quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Cristãos do Marrocos são proibidos de evangelizar


Dos 50 países onde os cristãos são mais perseguidos por sua fé, o Marrocos ocupa a 44ª posição. O islamismo é considerado a religião oficial do país e somente os estrangeiros podem adorar a Deus livremente.

Com uma população de mais de 33 milhões, o Marrocos é uma mistura de ascendência árabe e berbere. Enquanto o árabe é a língua oficial, dialetos berberes, bem como o francês, continuam a ser usados. Mais de 99 por cento da população é muçulmana, sendo a maioria sunita. O restante é de maioria cristã com uma importante comunidade judaica, também.

Politicamente, o Marrocos é uma monarquia constitucional parlamentar. Ao rei, Mohammed VI, é concedido amplo poder executivo.
Ele é ao mesmo tempo o líder político e o "defensor da fé". Presidindo o Conselho de Ministros ele agora deve nomear o primeiro-ministro após as eleições legislativas da parte vencedora. Por recomendações do primeiro-ministro, ele nomeará os membros do governo.

Embora a Igreja representem números algo em torno de 25 mil fiéis, estima-se que de 80 a 95 por cento dos cristãos não são marroquinos de origem.

Muitos ex-muçulmanos sofrem forte pressão da família para que retornem ao islã. Esses cristãos enfrentam isolamento social e, a educação religiosa para crianças de famílias cristãs não é fornecida.

Qualquer ato com a intenção de converter um muçulmano é ilegal. De acordo com o artigo 220 do Código Penal, qualquer tentativa para interromper uma ou mais pessoas do exercício de sua crença religiosa ou frequência aos seus cultos é ilegal e pode ser punida com três a seis meses de prisão e uma multa.

Fonte: Portas Abertas e Fique Atento
O CORREIO DE DEUS
O CORREIO DE DEUS

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.