O Seu portal conservador de notícias, Evangelismo e Informação em defesa da fé Cristã

  • Últimas Notícias

    19 novembro 2014

    Cristã invade reunião muçulmana para anunciar que Jesus é o Salvador


    A Catedral Nacional de Washington, que tem mais de um século de existência, é um dos templos cristãos mais conhecidos dos Estados Unidos. De confissão evangélica episcopal anglicana, é chamada de “igreja dos presidentes”, pois muitos deles participaram de um culto nela no dia que tomaram posse. Está afiliada com o governo desde a assinatura de uma “carta do Congresso”, assinada em 6 de janeiro de 1893.
    Nos últimos tempos tem defendido a realização de casamentos homossexuais e já convidou o reverendo transgênero Cameron Partridge para pregar num culto que “celebrava” o mês do orgulho LGBT americano. Agora, deu uma demonstração de o quanto o governo Obama está interessado em aproximar cristãos e muçulmanos.

    Na sexta (14) representantes de cinco associações muçulmanas realizaram em seu interior a primeira celebração da Jumu’ah, oração islâmica das sextas, seu dia sagrado.
    Oficialmente, anunciou-se que seria a primeira reunião como parte de “um esforço para promover a oração inter-religiosa e melhorou as relações globais entre muçulmanos e cristãos”. O encontro foi conduzido pelo embaixador sul-africano Ebrahim Rasool no transepto norte da Catedral, uma área considerada “neutra” por não ostentar nenhum símbolo cristão.
    Embora não seja a primeira vez que a Catedral acolhe muçulmanos para cultos inter-religiosos. Porém, é a primeira vez que cedeu o espaço exclusivamente para muçulmanos a fazerem suas próprias orações.
    O site da Catedral explica que “os líderes acreditam que orações muçulmanas na catedral cristã mostram mais hospitalidade. Sendo uma valorização de outra tradição de oração e um poderoso gesto simbólico para aprofundar o relacionamento destas duas tradições abraâmicas”. Afirmou ainda que espera dar o exemplo para que outras igrejas cristãs façam o mesmo.
    A iniciativa recebeu críticas da American Family Association, que em nota afirmou que o evento viola frontalmente os ensinamentos bíblicos. “O primeiro dos Dez Mandamentos é que o povo de Deus não poderia prestar culto a outros deuses. Alá é um outro deus”.
    Christine Weick, 50 anos, conseguiu entrar na Catedral Nacional logo no início das orações para fazer um protesto solitário.

    Fique Atento

    Sobre

    Exclusivamente voltado para matérias informativas em questões apologéticas, notícias e estudos bíblicos, este site tem o objetivo de servir como ferramenta de evangelização bem como alerta e preparo à igreja cristã sobre os últimos eventos que antecedem a Volta Gloriosa de nosso Senhor Jesus Cristo.

    Termos de Uso

    Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir os artigos em qualquer formato, desde que informe o(a) autor(a) e a fonte do artigo, bem como as fontes intermediárias, inclusive o Site "O Correio de Deus". Não é permitido a alteração do conteúdo original sem a devida notificação de alteração em cópia extraída deste site e muito menos a utilização para fins comerciais.
    Licença Creative Commons
    Este trabalho está licenciado com uma Licença