Muçulmanos ameaçam cristãos nas Filipinas

Duas pessoas morreram e três outras ficaram feridas após uma granada ser lançada na Igreja Unida de Cristo durante o culto de domingo. O ato terrorista ocorreu em Pikit, na província Cotabato no sul das Filipinas. Um grupo muçulmano assumiu a responsabilidade.
Segundo relatórios da polícia, várias pessoas estavam orando durante o culto quando a granada foi lançada por homens em uma motocicleta. O pastor Gerry Sanchez, disse que as vítimas não tinham inimigos conhecidos. Os três feridos, que foram atingidos pelos estilhaços, ainda estão internados em hospitais da região.

Reuel Norman Marizga, secretário-geral da Igreja Unida de Cristo, manifestou a sua “forte condenação” aos ataques contra igrejas locais. “Nenhuma circunstância ou razão pode justificar um ato tão deplorável em um local de culto, matando e ferindo os que participem na reunião”, disse ele em um comunicado.
As Filipinas, país de maioria cristã, testemunha conflitos com rebeldes muçulmanos no sul do país há décadas. Estima-se que já morreram cerca de 150 mil pessoas por causa disso. Com informações Protestante Digital e CBN.

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.