Segundo o site gospel prime uma promotora eleitoral conseguiu que uma juíza autorizasse a apreensão do material evangelístico que o grupo distribuía

Uma igreja resolveu fazer um projeto de evangelismo durante as eleições do último domingo (5) entregando folhetos aos eleitores. Porém, uma promotora conseguiu que a Justiça autorizasse a apreensão do material alegando “crime eleitoral”.
O caso aconteceu em Glória de Dourados, no Mato Grosso do Sul, e atingiu os fiéis da Igreja Batista da cidade, inclusive gerando intimação ao pastor Luiz Gomes de Sousa.

Agora eu te faço uma pergunta. Crime eleitoral? Agora evangelizar é crime? É como eu digo, chegará um dia em que os mentirosos serão os tachados de verdadeiros, e os verdadeiros de mentirosos, chegará o tempo em que ser Cristão será crime assim como venho dizendo a tempos. Isso está longe de acontecer? De maneira nenhuma, porque após essa cultura ''satânica'' marxista ter tomado a cabeça dos jovens ''mentes fracas'' isso se torna evidente em um futuro bem próximo.


Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome. (Mateus 24:9)

Eis a pergunta, estamos ou não vivenciando o final dos tempos?


Cezar Scholze 

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.