Além do Rio de Janeiro, São Paulo, agora Paraná e Brasília. E o que mais preocupa é a omissão do governo e a manipulação da mídia.

Geralmente eles divulgam a "suspeita", falam que o paciente está sendo examinado, e depois a notícia é totalmente esquecida pela mídia! Em tempos de eleições, o que eles menos querem é criar pânico nas pessoas, manipulando as notícias... 

Recém-chegado da África, um religioso brasileiro foi atendido em Apucarana, no Paraná, com sintomas de ebola. O missionário, que possui histórico de viagem para Moçambique, foi atendido com febre e mal estar. De acordo com a Secretaria do Estado do Paraná, o homem foi atendido no Hospital da Providência.


de acordo com informações, ele ficou em Moçambique por apenas 12 dias e só teve contato com a população local. O país não enfrenta surtos de ebola, mas os sintomas de febre alta e hemorragia fizeram com que os exames fossem necessários.

"A Secretaria Estadual da Saúde mantém vigilância permanente para identificar precocemente casos de ebola, malária e qualquer outro tipo de doença que porventura possa ser introduzida no Brasil a partir de portos, aeroportos e fronteiras", informou o governo paranaense.

Um homem está isolado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) II, no Bairro Brasília, em Cascavel, devido a suspeita do vírus ebola. De acordo com informações, trata-se de um paciente que saiu da África, há 19 dias.

Na noite desta quinta-feira (09), o Ministério da Saúde foi avisado e uma equipe está saindo de Brasília para Cascavel. Há perspectiva de transferência para o Hospital Universitário ou para hospital de referência nacional.

Uma equipe de Controle de Infecção da Secretaria de Saúde do Estado também deve chegar em um voo, daqui a pouco.

Por determinação, outros pacientes e funcionários foram trancados dentro do local. Ninguém pode entrar, inclusive, médicos e enfermeiros que trabalham no turno da noite também estão do lado de fora.

O paciente há três dias, está com febre alta e procurou atendimento hoje pela manhã.

A orientação é para evitar pânico e segundo a enfermeira que conversou com a nossa equipe, a recomendação neste momento é para os moradores evitarem locais com muita concentração de pessoas.

Uma coletiva de imprensa está marcada para amanhã de manhã.

Fonte: Yahoo News e CGN

Via: Libertar.in

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.