O Seu portal conservador de notícias, Evangelismo e Informação em defesa da fé Cristã

  • Últimas Notícias

    08 setembro 2014

    Uma verdade: Edir Macedo é um ator e templo é apenas um cenário, ataca rabino

    Desde que anunciou a construção da réplica do Templo de Salomão, a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) vem lidando com críticas constantes. E elas não vêm apenas dos evangélicos.
    O portal IG entrevistou líderes judeus, que se mostraram igualmente contrariados. O rabino ortodoxo Alon (nome alterado pela reportagem) se disse surpreso com as imagens da inauguração. “Com certeza aquela pessoa não é um rabino. Por que, então, se vestiria daquela forma?”, questiona, ao analisar a maneira como o bispo Edir Macedo se apresentou na cerimônia de abertura do Templo.
    Uma barba longa e farta, solidéu na cabeça e corpo envolto em um comprido xale branco com faixas azuis e tranças nas pontas são símbolos milenares na cultura judaica. Para os judeus do ramo ortodoxo indicam que os homens devem raspar a barba; a cabeça deve sempre estar coberta pela kipá (lembrando da existência de um ser superior); e a oração precisa necessariamente ser feita com o talit (o manto de orações).
    Na estrutura do Templo podem ser vistos diversos outros símbolos sagrados do judaísmo: menorah (candelabro de sete braços), tábuas dos Dez Mandamentos e até uma réplica da “arca da aliança” feita de ouro.
    O rabino ortodoxo Dvir, também ouvido pelo site, reconhece: “Existe uma liberdade, as pessoas podem fazer o que quiserem. Mas esses símbolos são normalmente acompanhados por quem segue a filosofia judaica, remetendo a uma identidade judaica muito forte”. Mas faz uma ressalva: “Não sei se é apropriado uma pessoa que não siga o judaísmo usar esses símbolos”.

    Já o rabino Alon é mais crítico: “O objetivo dele [Macedo] com isso não é difundir o judaísmo, até porque há uma mescla com as práticas e cultos tradicionais da religião dele com os símbolos e vestimentas comuns a nós. Isso acaba criando uma confusão nas pessoas. Vemos ali um cenário e um ator, porque sabemos que aquilo não é nem uma sinagoga e nem um rabino.”
    Embora diversas outras igrejas evangélicas utilizem esses símbolos do Antigo Testamento, não o fazem com o mesmo objetivo de Edir, que chegou a importar pedras de Israel para a construção do templo, avaliada em R$ 680 milhões.
    Contudo, as críticas não são unânimes. Algumas das principais lideranças judaicas do país estiveram na inauguração do Templo de Salomão, como o presidente da Confederação Israelita do Brasil, Claudio Lottenberg.
    Em visita ao local, o embaixador de Israel no Brasil, Rafael Eldad, afirmou: “Eu nunca vi algo assim antes. A altura, as pedras de Jerusalém, a referência às coisas antigas. Quero agradecer à Universal pela obra gigantesca e desejar sucesso”.
    O vice-presidente-executivo da Federação Israelita do Estado de São Paulo (Fisesp), Ricardo Berkienstat, diz não ver problemas: “Ninguém está usando nada para tirar sarro, para zombar. Desta forma, assim como eles estão respeitando o judaísmo, respeitamos também a fé dos seguidores da Universa. Na verdade, é até lisonjeador saber que eles respeitam o Templo de Salomão original a ponto de se adaptarem aos costumes de vestimentas daquela época.”
    Rodrigo Franklin de Sousa, professor de pós-graduação de Ciências da Religião na Universidade Presbiteriana Mackenzie, faz outro tipo de análise. “O que é mesmo diferente e me chama muito a atenção no caso da Universal é o fato de ela ter investido milhões para construir algo que aparenta tanto ser para uma outra religião”. E acrescenta: “Você olha para o edifício e não vê nenhum dos símbolos que marcaram a trajetória da igreja, como a pomba, os dizeres ‘Jesus Cristo é o Senhor’… Parece uma forma de se reinventar, uma tentativa de alcançar novos fiéis, pessoas que teriam certa vergonha de ir à Universal para não serem estigmatizadas.”
    Por sua vez, a assessoria de imprensa da Igreja Universal afirmou: “O Templo de Salomão é uma forma de resgatar os princípios da fé bíblica como idealizada pelo próprio Deus. Não é um templo da Universal e sim um templo universal — para toda a humanidade, de todas as raças e credos, para qualquer pessoa que quiser conhecer o Deus da Bíblia. Para a Universal, o significado do Templo é totalmente espiritual. O objetivo é o avivamento da fé cristã. A propagação do Reino de Deus, o Evangelho da salvação.”

    Gospel Prime

    Sobre

    Exclusivamente voltado para matérias informativas em questões apologéticas, notícias e estudos bíblicos, este site tem o objetivo de servir como ferramenta de evangelização bem como alerta e preparo à igreja cristã sobre os últimos eventos que antecedem a Volta Gloriosa de nosso Senhor Jesus Cristo.

    Termos de Uso

    Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir os artigos em qualquer formato, desde que informe o(a) autor(a) e a fonte do artigo, bem como as fontes intermediárias, inclusive o Site "O Correio de Deus". Não é permitido a alteração do conteúdo original sem a devida notificação de alteração em cópia extraída deste site e muito menos a utilização para fins comerciais.
    Licença Creative Commons
    Este trabalho está licenciado com uma Licença