Mosquitos não costumam voar mais que 50 ou 100 metros, mas o vento poderá levá-los a locais distantes

Os ventos fortes dos tufões poderão alastrar a dengue no Japão, alertou Masashi Ono, especialista do Instituto Nacional de Meio Ambiente, em entrevista à TV Asahi.
Segundo Ono, os mosquitos transmissores da doença não costumam voar mais que 50 ou 100 metros, mas o vento poderá levá-los a locais com distância de até oito quilômetros.
Além do vento, o especialista disse que os mosquitos podem se locomover por outros meios, entrando ocasionalmente dentro de carros ou trens, ou ainda pousando na roupa de alguma pessoa.
Os números mais recentes do Ministério da Saúde mostram que 133 homens e mulheres de 17 províncias diferentes contraíram o vírus da dengue. A grande maioria foi picada por mosquitos nas proximidades do Parque Yoyogi, em Tóquio. TUFÃO FUNG-WONG

O tufão número 16, chamado Fung-wong (フォンウォン), poderá atingir o Japão no início da semana que vem, segundo boletim da Agência Meteorológica divulgado às 9h45 desta sexta-feira.
Atualmente, o tufão está ao leste das Filipinas se desloca a uma velocidade de 30 km/h em direção noroeste, com ventos sustentados de 82 km/h (23 m/s) e rajadas de até 126 km/h (35 m/s).
Segundo a Agência Meteorológica, o Fung-wong pode ganhar mais força nos próximos dias, chegando a adquirir até domingo ventos sustentados de 126 km/h (35 m/s) e rajadas de até 180 km/h (50 m/s).

Alternativa Online

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.