terça-feira, 9 de setembro de 2014

Qualquer prejuízo é pouco: MP quer que Igreja Universal construa casas populares devido ao impacto causado pelo ''templo do Macedo''


Esta seria uma punição por conta da suposta irregularidade na construção do Templo de Salomão

O Ministério Público de São Paulo (MP-ES), através da Promotoria de Justiça, Habitação e Urbanismo, quer que a Igreja Universal do Reino de Deus construa casas populares para compensar os danos causados pela construção do Templo de Salomão.
O órgão público tentou impedir a inauguração da obra e já até falou em demolir parte da construção por conta de uma irregularidade no alvará emitido pela Prefeitura de São Paulo. O MP-ES afirma que o megatemplo foi construído com alvará de reforma, o que impediu a cobrança de impostos no valor de 5% do total da construção, algo em torno de 35 milhões de reais.

O promotor Maurício Antônio Ribeiro Lopes quer que a igreja doe terrenos ou compre para construir casas populares. O número exato de imóveis e o valor total a ser desembolsado pela Igreja Universal deve ser negociado.
A IURD, através de sua assessoria, garante que não conhece a proposta do Ministério Público. “Reiteramos que a Promotoria de Justiça de Habitação e Urbanismo da Capital, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e as demais autoridades envolvidas podem confirmar que a Universal tem colaborado ativamente, atendendo todas as exigências e sugestões propostas, tanto no curso da obra quanto agora.”
Por diversas vezes a denominação evangélica fundada por Edir Macedo precisou negar que houve fraude de documentos durante a construção, lembrando que durante os quatro anos de obras o Templo de Salomão foi fiscalizado por diversos órgãos e que tudo aconteceu com grande transparência.
Segundo a revista Veja o alvará de reforma foi concedido em 22 de outubro de 2008 com autorização do setor Aprov 5 da Secretaria Municipal de Habitação, que na época era comandado pelo ex-diretor Hussain Aref Saab. Saab foi afastado do cargo em 2012 sob suspeita de enriquecimento ilícito.
Ainda de acordo com a publicação a Igreja Universal apresentou em 2011 o projeto modificado para a construção do Templo de Salomão, processo que foi vetado na Secretaria Municipal de Licenciamento. A IURD recorrer e o pedido segue em análise.

Gospel Prime
O CORREIO DE DEUS
O CORREIO DE DEUS

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.