O suspeito de ter matado João Antonio Donati, de 18 anos, foi preso nesta sexta-feira em Inhumas, região metropolitana de Goiânia (GO). De acordo com a Polícia Militar, o jovem confessou ter assassinado João, mas negou que tenha havido conotação homofóbica. Ambos mantiveram relação sexual momentos antes de o crime ocorrer.

A carteira do rapaz detido foi encontrada pela polícia no local do crime, um terreno baldio também em Inhumas. Depois de investigações, os agentes descobriram o hotel onde o suspeito estaria morando. Em ação conjunta das polícias Civil e Militar, foram até o hotel e souberam que o jovem trabalhava em uma plantação de tomate, onde foi preso.

Segundo o major da PM Nilson Veloso da Silva, ao ser detido o jovem confessou o crime. "Ele disse que conheceu o João na rua, se entenderam e combinaram um encontro no local do crime. Eles teriam se relacionado e em seguida houve um desentendimento. Eles brigaram e o suspeito o matou por asfixia", contou o major. 


Segundo a Polícia Civil, o laudo pericial revelou que o assassino enfiou objetos que estavam no terreno baldio, como plástico e papel, na boca da vítima para asfixiá-la.uspeito de ter matado João Antonio Donati, de 18 anos, foi preso nesta sexta-feira em Inhumas, região metropolitana de Goiânia (GO). De acordo com a Polícia Militar, o jovem confessou ter assassinado João, mas negou que tenha havido conotação homofóbica. Ambos mantiveram relação sexual momentos antes de o crime ocorrer.

Terra

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.