O Seu portal conservador de notícias, Evangelismo e Informação em defesa da fé Cristã

  • Últimas Notícias

    12 setembro 2014

    E se eu não pregar a verdade? A fé simplesmente morrerá!


    O contexto mundial da igreja se encontra em grau elevado de decadência por parte de falsos profetas que pregam um falso evangelho e que por via, formam falsos Cristãos.
    Se eu pregar um evangelho que não seja o da salvação, eu me torno mestre de falsas doutrinas que certamente levará meu discípulos a almejarem coisas que não procedem da verdade,
    Hoje, basta observar o que o pregador prega, e saberemos se o que ele prega procede da verdade ou não. Vitórias terrenas, bens terrenos, confortos terrenos, anseios terrenos, DEUS vai te dar ou, dê isso que DEUS lhe retribuirá em dobro, são todos jargões frutos de um evangelho caído e fora da graça de DEUS.

    E se eu não pregar a verdade? Com certeza eu estarei induzindo e levando uma grande massa a carne, simplesmente eu estarei formando sepulcros caiados que através das mentiras que pregarei serão mortos espiritualmente, por tanto através desse feito maléfico, a fé morrerá. E se eu pregar a verdade, terei que ir de contra a maré de mentiras e todos os tipos de falsos profetas que se aventuram em confrontar a DEUS, porém DEUS estará comigo me dando todo o tipo de livramento necessário para que a verdade prevaleça sempre através da minha boca que estará sendo instrumento DELE.
    Se eu não pregar o evangelho da verdade, terá um que pregará a mentira, e quanto mais a mentira se proliferar, mais a fé dos homens morrerá. Toda a obra que não converge em JESUS CRISTO de graça, de nada se tira proveito, porque é vã e leviana. 
    A graça é de graça, e a graça procede do que vem das coisas celestiais, assim como Cristo veio, e hoje exaltado nos lugares celestiais se encontra regendo a graça a nós homens miseráveis e imerecedores do seu muito amor a nós agraciado. 
    Sejam de CRISTO, sejam da graça, distribuam os dons de graça, porque se Cristo nos dá favor imerecido, quem somos nós para cobrar algo que não procede de nós mesmos? O homem que vende a palavra de DEUS, não passa de um mercador que se encontra vendendo coisas santas no templo e se o templo e morada DO ESPÍRITO SANTO somos nós, quem somos nós para corromper o templo DO ESPÍRITO SANTO nos corrompendo e profanando a nós mesmos?
    Quem é da graça, de graça dá, quem é do mundo, profana o que é da graça a troco de benefícios terrenos sendo que assim faz satanás quando usa os seus. 
    Saibam, já disse uma vez e irei repetir, não importa em qual situação temos andado, se é de abastança ou de fome, se é tristeza ou alegria, em tudo dai graças a DEUS. O homem que é de DEUS, não cobra para pregar, não cobra para dar testemunho, não cobra para evangelizar aonde quer que seja, e todos que assim o fazem que sua obra seja anátema!

    Não digo isto como por necessidade, porque já aprendi a contentar-me com o que tenho.
    Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade.
    Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece. (Filipenses 4:11-13)


    Que a graça e a glória de DEUS se manifeste e abunde em nossas lutas!
    Cezar S D S Scholze

    Sobre

    Exclusivamente voltado para matérias informativas em questões apologéticas, notícias e estudos bíblicos, este site tem o objetivo de servir como ferramenta de evangelização bem como alerta e preparo à igreja cristã sobre os últimos eventos que antecedem a Volta Gloriosa de nosso Senhor Jesus Cristo.

    Termos de Uso

    Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir os artigos em qualquer formato, desde que informe o(a) autor(a) e a fonte do artigo, bem como as fontes intermediárias, inclusive o Site "O Correio de Deus". Não é permitido a alteração do conteúdo original sem a devida notificação de alteração em cópia extraída deste site e muito menos a utilização para fins comerciais.
    Licença Creative Commons
    Este trabalho está licenciado com uma Licença