sexta-feira, 12 de setembro de 2014

E muitos são os que os idolatram: Deputados evangélicos são citados em esquema que envolveu mais de 1 milhão


“A escolha das empresas prestadoras de serviço é técnica”, diz o deputado pastor Silas Câmara

Nove parlamentares da Bancada Evangélica foram citados em reportagem do Correio Braziliense como participantes de um esquema de uso ilegal dos recursos da Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (CEAP), a verba indenizatória da Câmara Federal.
O Correio Braziliense denunciou o chamado “Escândalo do Cotão”: empresas de uma ex-assessora do deputado federal e pastor Silas Câmara foram utilizadas em um suposto esquema com participação de 15 parlamentares, dentre os quais nove são evangélicos.

Uma lista de supostos envolvidos foi divulgada. Entre os deputados evangélicos, constam os nomes de Marcelo Aguiar (DEM-SP), João Campos (PSDB-GO), Roberto de Lucena (PV-SP), Silas Câmara (PSD-AM), Antônia Lúcia (PSC-AC), Liliam Sá (PROS-RJ), Hidekazu Takayama (PSC-PR), Erivelton Santana (PSC-BA) e Zequinha Marinho (PSC-PA).
Em Brasília é bastante comum a expressão “lavanderia” para se caracterizar o uso de empresas de fachada montadas para esconder a origem ilícita de recursos financeiros.  As empresas Cracia Assessoria e Direct Voice Marketing, segundo o jornal, serviriam a tal propósito.
As duas empresas pertencem a ex-assessores do deputado e pastor Silas Câmara. A Cracia Assessoria faturou em 2013 cerca de R$ 643 mil, tendo como atividade principal a locação de veículos a parlamentares. Já a Direct Voice Marketing, que atua com “serviços de divulgação”, recebeu aproximadamente R$ 581 mil.
O que chama atenção é que Cracia, que recebe mais de meio milhão pelo serviço de locação de veículos, possui apenas dois carros registrados junto ao Detran-DF.
Ambas as empresas estão sediadas em uma pequena sala comercial alugada no Setor Bancário Sul, em Brasília, e não dispõem de pátio ou garagem para guardar os veículos.
A Direct Voice, fundada em 2006, pertence a Tatiana Arcanjo Nascimento e Emilia Arcanjo Nascimento. Emilia tem uma longa relação com Silas Câmara: ingressou na Casa em 2005, como assessora do ex-deputado e pastor Pedro Ribeiro (PR-CE). Depois, atuou no gabinete do também pastor Silas Câmara, de onde foi exonerada em maio de 2010.
Silas foi o segundo parlamentar que mais contratou serviços do grupo Cracia em 2013, no valor de R$ 204 mil. Juntas, a Cracia Assessoria e a Direct Voice Marketing faturaram, em 2013, cerca de R$ 1,224 milhão.
O deputado disse não ter nenhuma relação com o modo de atuação dos ex-assessores Jo Carneiro da Rocha Menezes e Emilia Arcanjo Nascimento e lembra que durante os 16 anos de mandatos já teve entre 15 e 20 servidores no gabinete.
Confira quanto cada deputado gastou em 2013 com as empresas suspeitas:
Silas Câmara (PSD-AM) R$ 204.069,08
Takayama (PSC-PR) R$ 100.889,68
Antônia Lúcia (PSC-AC) R$ 90.141,50
Roberto de Lucena (PV-SP) R$ 47.300,00
Marcelo Aguiar (DEM-SP) R$ 12.600,00
João Campos (PSDB-GO) R$ 43.200,00
Erivelton Santana (PSC-BA) R$ 87.942,90
Zequinha Marinho (PSC-PA) R$ 71.940,43
Alice Portugal (PCdoB-BA) R$ 26.700,00
Henrique Oliveira (SDD-AM) R$ 9.850,00
Liliam Sá (Pros-RJ) R$ 4.450,00
Lourival Mendes (PTdoB-MA) R$ 1.500,00
Simplício Araújo (SDD-MA) R$ 1 080,00
Raul Lima (PP-RR) R$ 336.782,98
Edson Santos (PT-RJ) R$ 165.891,70

Total R$ 1.224.338,64

Fonte: Gospel Prime
O CORREIO DE DEUS
O CORREIO DE DEUS

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.