O coronel Pedro Ivo Moézia afirmou, em depoimento à Comissão Nacional da Verdade, que ninguém pode ignorar que o Brasil está prestes a viver uma guerra civil. Moézia expôs sua experiência por ter sido membro do Estado Maior e disse que o Exército Brasileiro está "atento".
Além disso, declarou: "Estou dizendo que não estamos mortos. Nós lutaremos com tudo que tivermos". O oficial reformado lembrou, ainda, uma fala de Lula interpretada como uma ameaça, além de citar ameaças de Stédile, líder do MST. Assista abaixo:



Via: Libertar.in

Folha Política

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.