Fujam da imoralidade sexual. Todos os outros pecados que alguém comete, fora do corpo os comete; mas quem peca sexualmente, peca contra o seu próprio corpo. (1 Coríntios 6:18)
Evento foi realizado neste sábado (27), mesmo dia do Miss Brasil. Ainda foram eleitas a Miss Pantera Trans, a Miss Favela e o Mister Boy.
Um evento que já está se tornando tradição em Belo Horizonte – o Miss Prostituta – foi realizado na noite deste sábado (28). Ainda foram eleitas a Miss Favela, a Miss Pantera Trans e o Mister Boy. O evento Festival Nacional sem Preconceito foi realizado na sexta (27) e no sábado, em um shopping popular no Centro da capital mineira. A data escolhida coincide com o Miss Brasil, para fazer um contraponto entre os eventos, conforme a organização.

A campeã desta terceira edição tem 25 anos, trabalha em Belo Horizonte e se chama Milena. Ela recebeu R$ 1 mil e uma cesta de produtos de beleza como premiação. Os jurados levaram em consideração a simpatia, a postura e o glamour. As participantes desfilaram com trajes típicos da profissão e roupas casuais.

O segundo lugar no concurso ficou com Efigênia, de 54 anos e 20 de profissão, que embolsou R$ 700. Mari, de 30 anos, foi a terceira colocada.

O concurso Miss Prostituta contou com 14 participantes de Minas, Rio de Janeiro e Manaus. Mulheres de todo o país podiam concorrer. A ex-BBB Bianca Jahara foi uma das apresentadoras do evento.

Miss transex

O mais tradicional dos quatro concursos, realizado há 20 anos em Minas e há três em Belo Horizonte, é o Miss Pantera Transex. A eleição foi na noite de sexta-feira e a campeã foi a candidata de Betim Valesca Dominik Ferraz, que embolsou R$ 1 mil. Ela concorreu com outras nove candidatas de Belo Horizonte, Contagem, Caeté, Sabará, Itabirito, Pirapora, Divinópolis e Igarapé.

G1

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.