O Seu portal conservador de notícias, Evangelismo e Informação em defesa da fé Cristã

  • Últimas Notícias

    19 agosto 2014

    Sinais dos fim: Crianças são obrigadas a beber sangue dos pais para sobreviver no Iraque


    Famílias yazidíes, presas sem água e nem comida nas montanhas de Sinjar, no Iraque, que foi cercada pelas milícias do Estado Islâmico, se veem obrigadas a praticar cortes em seus corpos para que seus filhos possam beber seu sangue. 

    As milícias do Estado Islâmico mantêm presas cerca de 40 mil membros da comunidade yazidíes na montanha Sinjar, ao norte do Iraque, depois de te-los tirados de sua aldeia, informa “Internationa Business Times”. Os yazidíes estão cercados nas montanhas a mais de dez dias, os adultos se veem obrigados a praticar cortes em seus braços para que as seus filhos desidratados possam beber o seu sangue. 


    Os yazidíes que conseguiram fugir do cerco da milícia do Estado Islâmico e que alcançaram o acampamento improvisado na província de Dohuk, no Curdistão contam as terríveis historias de seus companheiros que permanecem presos pelos islamitas. 

    Um homem disse que viu o seu filho de quatro anos morrer de sede, enquanto que uma mulher relatou a emissora britânica Channel 4 que se viu obrigada a amamentar o seu filho de dois meses em uma cabra pois o seu leite tinha secado. Testemunhas afirmam terem visto algumas mulheres yazidies se suicidando pulando das rochas pelo medo de serem estupradas pelas milícias ou feitas de escravas pelo Estado Islâmico. 

    Estes acontecimentos trágicos têm constrangido à comunidade internacional. Um representante da comunidade curda na Grã-Bretanha, Taban Shoresh, disse a Sky News que a única maneira de resgatar os presos é por meio de helicópteros. 

    As forças armadas estrangeiras têm sido implicadas neste conflito. O presidente dos Estados Unidos Barack Obama, sancionou a realização de uma serie de bombardeios sobre o Iraque com o objetivo de derrotar as milícias do Estado Islâmico. 

    Cerca de 130 militares americanos chegaram ao Iraque com a missão de avaliar a crise humanitária que afeta os yazidíes presos nas montanhas de Sinjar. Enquanto isso, as ofensivas dos militares do Estado Islâmico no país continuam. 
    Quem são os yazidíes? 

    Os iazidis ou Yazidi (também Yezidi; curdo : ?????? ou Êzidî) são membros de uma religião curda com antigas raízes indo-europeias. A maioria de seus seguidores vive em Mosul, na região do norte do Iraque. Existem comunidades tradicionais na Transcaucásia, Arménia, Turquia e na Síria, mas estas têm diminuído desde a década de 1990. Muitos dos seus membros emigraram para a Europa, especialmente para a Alemanha. 

    Os yazidi constituíam uma pequena seita, ligada ao Iazdânismo, que resistiu ao Islã durante séculos e era reivindicada como a mais antiga religião do mundo. Dela faziam parte elementos do zoroastrismo, maniqueísmo, cristianismo, islamismo e judaísmo. Os yazidi também acreditavam na metempsicose, como forma de redenção e purificação.

    Portal Padom
    DeOlhOnafigueira

    Sobre

    Exclusivamente voltado para matérias informativas em questões apologéticas, notícias e estudos bíblicos, este site tem o objetivo de servir como ferramenta de evangelização bem como alerta e preparo à igreja cristã sobre os últimos eventos que antecedem a Volta Gloriosa de nosso Senhor Jesus Cristo.

    Termos de Uso

    Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir os artigos em qualquer formato, desde que informe o(a) autor(a) e a fonte do artigo, bem como as fontes intermediárias, inclusive o Site "O Correio de Deus". Não é permitido a alteração do conteúdo original sem a devida notificação de alteração em cópia extraída deste site e muito menos a utilização para fins comerciais.
    Licença Creative Commons
    Este trabalho está licenciado com uma Licença