segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Número de mortos pelo ebola subiu para 887, informa OMS


Segundo a entidade, o maior número de mortes ocorreu na Guiné, com 358, seguido por Serra Leoa (273) e Libéria (255)

A OMS (Organização Mundial de Saúde) informou nesta segunda-feira (4) que subiu para 887 o número de mortos pelo surto de ebola na África. Desde o início do ano, 1.603 pessoas contraíram o vírus que provoca a doença.
Segundo a entidade, o maior número de mortes ocorreu na Guiné, com 358, seguido por Serra Leoa (273) e Libéria (255). Na Nigéria, foi registrada uma morte, três casos confirmados e um caso suspeito.


Mais cedo, as autoridades nigerianas confirmaram que um médico que acompanhou o tratamento de um liberiano contraiu o vírus. O ministro da Saúde, Onyebuchi Chukwu, disse que 70 pessoas que tiveram contato com o paciente são monitoradas.

O paciente da Libéria chegou em 20 de julho a Lagos, onde morreu cinco dias depois, no que foi o primeiro caso no país do surto da doença.

Diante do aumento do número de casos, instituições financeiras preparam o envio de recursos aos países atingidos. O Banco de Desenvolvimento Africano confirmou que liberará US$ 50 milhões aos países. O Banco Mundial também deve anunciar ajuda nesta semana.

Americanos

Nesta segunda (4), chegou à Libéria o avião que transportará a missionária americana Nancy Writebol, de 59 anos, que contraiu o vírus do ebola, para Atlanta, onde será submetida a um tratamento experimental.

Ela ficará internada em uma área isolada do hospital da Universidade Emory, o mesmo para onde foi levado no sábado (2) o médico Kent Brantly. A missionária está internada em estado grave em um hospital liberiano.

Em relação a Brantly, o diretor do Centro de Controle e Prevenção de Doenças americano, Tom Frieden, disse que o estado de saúde do médico está melhorando, mas ainda não é possível saber se ele sobreviverá.

Os médicos do hospital da Universidade Emory pretendem usar transfusões de sangue e diálises para amenizar os efeitos da doença e estabilizar os pacientes até que eles sejam capazes de se recuperar.

O tempo
O CORREIO DE DEUS
O CORREIO DE DEUS

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.