Após perder o apoio dos principais líderes evangélicos do país, a presidente Dilma Rousseff, candidata a reeleição pelo Partido dos Trabalhadores (PT), visitou nesta sexta-feira (8) a igreja Assembleia de Deus do Brás, um dos campos do Ministério de Madureira em São Paulo.
Rousseff tem sido duramente criticada e acusada de traição por prometer, durante a campanha de 2010, que caso fosse eleita não iria abordar temas polêmicos como o casamento gay, a legalização do aborto, ou qualquer tipo de restrição à liberdade de culto.


Porém, o governo Dilma aprovou através do Supremo Tribunal Federal o casamento entre pessoas do mesmo sexo, além de abrir precedentes para o aborto legal no país. Dilma Rousseff também é acusada de apoiar projetos que restringem a liberdade de culto, como o extinto Projeto de Lei da Câmara 122.

Apesar de nunca ter se declarado religiosa, a candidata ao Palácio do Planalto citou uma passagem da Bíblia e pediu orações aos fieis da AD Brás. “O Estado brasileiro é um Estado laico, mas, citando um salmo de Davi, queria dizer que ‘feliz é a nação cujo Deus é o Senhor’”, disse Dilma. Fonte: (Ichiro Guerra/Divulgação/VEJA)

Veja Vídeo com o discurso da Presidente:



Fique Atento

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.