sexta-feira, 18 de julho de 2014

Soldado israelense e palestinos morrem durante conflito em Gaza


O governo de Israel lançou a operação terrestre em Gaza no fim da noite dessa quinta-feira (17), após o Hamas rejeitar um plano de cessar-fogo proposto pelo Egito no início da semana

Israel anunciou nesta sexta-feira a primeira fatalidade desde o início da operação terrestre na Faixa de Gaza contra o grupo Hamas, sendo que as mortes de palestinos variam conforme a fonte.
Os militares afirmaram que o soldado foi morto na faixa norte de Gaza, mas as circunstâncias ainda não são claras. A ala militar do Hamas disse ter emboscado unidades israelenses na cidade de Beit Lahiya e afirmou ter provocado algumas baixas. Já a mídia israelense publicou que esse provavelmente foi um caso de fogo cruzado entre tropas israelenses.


O governo de Israel lançou a operação terrestre em Gaza no fim da noite de ontem, após o Hamas rejeitar um plano de cessar-fogo proposto pelo Egito no início da semana.

O general de brigada de Israel Moti Almoz disse a uma estação de rádio do Exército que "houve um número de pontos de fricção durante a noite". Em comunicado, os militares disseram ter matado 14 militantes em uma série de conflitos. Os soldados tiveram como alvo lançadores de foguetes, túneis e mais de 100 outros alvos. Já oficiais de saúde de Gaza disseram que 19 palestinos foram mortos desde o início da operação da noite de ontem.

Na cidade de Gaza, nuvens de fumaça preta podiam ser vistas em áreas próximas à fronteira com Israel e explosões podiam ser ouvidas na cidade.

Os militares disseram que 50 foguetes foram lançados contra Israel desde o início da operação terrestre. Desde a semana passada, mais de 1.500 foguetes foram lançados, acrescentaram.

Ainda na quinta-feira, 13 militantes armados do Hamas tentaram invadir Israel por meio de um túnel, mas foram impedidos por um ataque aéreo após aparecerem cerca de 250 metros dentro do território israelense.

Quinta-feira, o enviado palestino para a Organização das Nações Unidas (ONU), o embaixador Riyad Mansour, disse em entrevista à Associated Press esperar que negociações muito intensas no Cairo possam produzir um cessar-fogo entre Israel e Hamas o quanto antes. 

O tempo
O CORREIO DE DEUS
O CORREIO DE DEUS

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.