O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, anunciou hoje que o seu país continuará os ataques contra os locais de aquartelamento do movimento radical Hamas na Faixa de Gaza.

“O Exército israelense está pronto a quaisquer cenários. O Hamas deverá pagar caro pelo fogo aberto contra os cidadãos de Israel. A segurança de nossos cidadãos está acima de tudo. O nosso exército é forte, a retaguarda se mantém estável e a nossa nação está unida e coesa. Esta operação é uma resposta à ação dos grupos terroristas hostis.
Tencionamos parar o avanço de organizações terroristas e restabelecer a calma na nossa terra. A operação deverá se prolongar até que as nossas regiões deixem de ser alvejadas e se restaure o silêncio”, acentuou.

Antes, as fontes militares israelenses informaram sobre a intercepção de dois mísseis palestinos lançados contra Tel Aviv.
Essa foi a terceira tentativa de extremistas palestinos empreendida no sentido de alvejar Tel Aviv em retaliação da operação das tropas israelenses na Faixa de Gaza. Os três mísseis lançados anteriormente também tinham sido destruídos pela defesa antiaérea isrealense. 
Ao todo, desde o início da atual campanha militar, os palestinos lançaram mais de 150 foguetes contra os maiores centros urbanos do sul e do centro de Israel.

Voz Da Rússia

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.