O Seu portal conservador de notícias, Evangelismo e Informação em defesa da fé Cristã

  • Últimas Notícias

    02 julho 2014

    Julgai segundo a reta justiça


    Muitas pessoas tem me questionado a respeito do julgamento que faço sobre as coisas, sobre ações e condutas de certas pessoas, que sujam e escandalizam o nome santo DE JESUS CRISTO todos os dias.
    Primeiramente, venho dizer a você caro leitor, que DEUS não nos fez parasitas, e tudo quanto fazemos, olhamos, presenciamos, contemplamos, temos que julgar a procedência de tais fatos, para que possamos ter uma decisão negativa ou positiva sobre aquele determinado fato.
    E muitos cristãos, que gostam de adaptar o evangelho ao mundo e suas práticas mundanas, ficam distorcendo o evangelho para satisfazer seus egos carnais.
    E hoje o que me traz aqui é pregar justamente contra isso, contra essas mentiras pregadas por crentes que ''amam'' um evangelho porta larga e inexistente.
    Vemos o primeiro texto;

    Não julgueis, para que não sejais julgados. (Mateus 7:1)


    Veja o que esta passagem pode proporcionar ''isoladamente.'' Essa passagem diz claramente para não julgarmos para que nós não sejamos julgados, não nos dando assim a oportunidade de nenhum julgamento referente a nada, então logo nos tornamos ''seres obrigados'' a concordar com tudo, e também ver as heresias e mentiras pregadas por enganadores e ficarmos quetos.

    Isso se chama um versículo isolado, descontextualizado, e muitos na ignorância o citam pra lá e pra cá, se achando os donos da verdade, mas que na verdade estão no engano se achar que DEUS não vos constituiu como Atalaias e por isso a palavra diz;


    Todos os seus atalaias são cegos, nada sabem; todos são cães mudos, não podem ladrar; andam adormecidos, estão deitados, e gostam do sono. (Isaías 56:10)


    Nos dias de hoje, vemos crentes mal acostumados, não podem ser exortados a seguirem um evangelho verdadeiro, e logo nos tem por maus, porém a bíblia fala em relação a estes;


    Eis que bem-aventurado é o homem a quem Deus repreende; não desprezes, pois, a correção do Todo-Poderoso. (Jó 5:17)


    Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina. (2 Timóteo 4:2)

    Então logo eles nos tem por juízes, mas eu digo pra esses, como podemos exortar alguém,? Como repreende-lo se segundo os ''crentes modistas'' dizem que o único que pode julgar é DEUS?
    Mal sabem eles que eu  e muitos irmãos que partilham a mesma visão ''verdadeira'' que eu, são bora que DEUS nessa terra, então não julgamos segundo nós mesmos, mas julgamos segundo a gloriosa e santa palavra de DEUS.
    Mas agora eu vou contextualizar o primeiro versículo que citei nestes estudo, para que os irmãos que estão no engano profundo, acordem para a vida e se libertem desse sistema porta larga e corrupto proveniente de satanás que só prega a mentira e o engano.

    Não julgueis, para que não sejais julgados.
    Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós. (Mateus 7:1-2)

    Olha a diferença que faz esta passagem quando está com o seu contexto que no caso é o (versículo 2). Bom como eu sei que ainda muitos não entenderão então vou eu explicar esta passagem.
    A bíblia nesta mensagem, está nos ensinando a julgar, exortando assim os que estavam ouvindo o sermão a cerca da hipocrisia de julgamento. Vejam que a palavra diz ''não jugueis'' mas logo após esse não julgueis vemos uma vírgula, para que não sejais julgados, porém veja o que diz em baixo, porque da maneira que julgardes sereis julgados, e da maneira que medir, medirão a vos, ou seja, se você é Cristão e está em dia com DEUS você temerá o julgamento dos homens? Essa palavra nos reflete a respeito o julgamento humano, essa palavra está falando de homens hipócritas que julgam sem praticar o que pregam, e logo vemos que se uma pessoa não vive o que prega, que moral ela tem para julgar o que está na mesma situação que ele? Isso que a palavra está dizendo, e por isso devemos estar em dia com DEUS para que possamos ''julgar'' as coisas e assim poder exortar quem precisa ser exortado, e ''julgar'' os fatos que precisam ser julgados. DEUS não fez homens para serem ignorantes e como somos bocas de DEUS nessa terra, estamos julgando situações dia e noite para que possamos pregar em cima disso A VERDADE. Muitos confundem julgamento do fim que é pelo JUIZ JESUS CRISTO, com julgamentos humanos que nos levam a perfeição, o único juiz é DEUS porque somente ELE sentenciará a sentença final de cada um, mas como somos boca de DEUS nessa terra, nos foi dado o poder de julgar certas atitudes para que possamos corrigi-las e para que possamos fazer isso, temos que estar em dia com DEUS vivendo em verdade para que não sejamos pessoas que julgam na hipocrisia, ''sem moral.''

    Continuando, venho mostrar como DEUS nos ensina a julgar;

    Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça. (João 7:24)

    O SENHOR nos ensina a julgar as situações e atos para que possamos ajudar a corrigi-los, e para que também tenhamos o exemplo de tais coisas para não há praticarmos.
    ''Julgai segundo a reta justiça'' é essa a palavra que nos ensina a julgar justamente, e para que possamos julgar justamente precisamos estar limpos, ou seja em santidade com DEUS cumprindo assim nosso ministério em verdade. 
    Vou lhes dar um exemplo, ''um líder do louvor'' de uma determinada congregação, comete um pecado, o pastor que é líder maior da congregação vai ter que tomar medidas, porque o líder que pecou não poderá continuar na liderança do louvor, e para que o pastor tome providências ele precisa ''julgar'' a situação e chamar a atenção do que pecou para que se concerte, e para que o pastor faça isso, ele tem que estar em dia com DEUS para ter ''moral'' para falar e julgar tal fato dentro da congregação, e se esse pastor for um pastor que rouba os fiéis ele terá moral para julgar? Esse é o julgamento de DEUS para nós aqui, um julgamento justo que nos ensina e nos corrige para que venhamos a ser exemplos.

    Abre a tua boca; julga retamente; e faze justiça aos pobres e aos necessitados. (Provérbios 31:9)


    DEUS não nos fez para coabitar com toda sorte de mentiras, nos limitando e nos privando de julgar as coisas que estão a nossa volta, sendo eles fatos e atos cometidos muitas vezes por falsos profetas, e também pessoas ímpias, e logo tudo se torna exemplo.
    E não comuniqueis com as obras infrutuosas das trevas, mas antes condenai-as. (Efésios 5:11)


    Para que não coabitemos com as obras infrutuosas das trevas, precisamos ''julgar'' se a obra é ou não das trevas, e após julgarmos precisamos fazer o certo que é pregar a verdade. 
    DEUS não nos fez homens tolos incapazes de julgar atos errados, haja vista que como somos boca de DEUS nessa terra, temos que fazer jus a isso pregando a verdade, doendo o ego de quem quer que seja. Para exortarmos, corrigirmos, temos que estar em dia com DEUS para termos moral ministerial para faze-lo, não sendo hipócrita, vivendo uma vida de enganos e mesmo assim querer julgar erradamente e ''injustamente.''
    E para finalizar, eu venho dizer aos que ficam falando e repetindo igual papagaio, ''não julgueis para que não seja julgados'' sejam boca de DEUS na terra, se convertam dos seus maus caminhos, e pregue a justiça de DEUS mesmo que isso venha lhes custar ''amizades'' ou afetos de homens ''ímpios.''
    DEUS nos ensinou julgar então usemos isso em justiça, como modo de ajudar as pessoas em amor, a se converterem dos seus maus caminhos, que é o que eu tenho feito sempre e sido apedrejado por isso.


    Ousa algum de vós, tendo algum negócio contra outro, ir a juízo perante os injustos, e não perante os santos?
    Não sabeis vós que os santos hão de julgar o mundo? Ora, se o mundo deve ser julgado por vós, sois porventura indignos de julgar as coisas mínimas?
    Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos? Quanto mais as coisas pertencentes a esta vida?
    Então, se tiverdes negócios em juízo, pertencentes a esta vida, pondes para julga-los os que são de menos estima na igreja?
    Para vos envergonhar o digo. Não há, pois, entre vós sábios, nem mesmo um, que possa julgar entre seus irmãos?
    Mas o irmão vai a juízo com o irmão, e isto perante infiéis.
    Na verdade é já realmente uma falta entre vós, terdes demandas uns contra os outros. Por que não sofreis antes a injustiça? Por que não sofreis antes o dano?
    Mas vós mesmos fazeis a injustiça e fazeis o dano, e isto aos irmãos. (1 Coríntios 6:1-8)
    Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça. (João 7:24)
    PELA GRAÇA E MISERICÓRDIA DE DEUS
    Cezar S D S Scholze

    Sobre

    Exclusivamente voltado para matérias informativas em questões apologéticas, notícias e estudos bíblicos, este site tem o objetivo de servir como ferramenta de evangelização bem como alerta e preparo à igreja cristã sobre os últimos eventos que antecedem a Volta Gloriosa de nosso Senhor Jesus Cristo.

    Termos de Uso

    Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir os artigos em qualquer formato, desde que informe o(a) autor(a) e a fonte do artigo, bem como as fontes intermediárias, inclusive o Site "O Correio de Deus". Não é permitido a alteração do conteúdo original sem a devida notificação de alteração em cópia extraída deste site e muito menos a utilização para fins comerciais.
    Licença Creative Commons
    Este trabalho está licenciado com uma Licença