segunda-feira, 14 de julho de 2014

Israel derruba drone lançado por grupo radical palestino

Imagem ilustrativa

O drone foi lançado de Gaza e foi abatido perto da cidade de Ashdod, segundo os militares; o grupo radical Hamas alegou que lançou vários drones nesta segunda, sem dar mais detalhes


O Exército israelense informou nesta segunda-feira (14) que derrubou um drone na costa sul do país. É a primeira vez que as forças de Israel identificam um veículo aéreo não-tripulado desde o início da ofensiva contra o Hamas na faixa de Gaza, na última terça (8). 
O drone foi lançado de Gaza e foi abatido perto da cidade de Ashdod, segundo os militares. O grupo radical palestino Hamas alegou que lançou vários drones nesta segunda, sem dar mais detalhes.
"O Hamas está tentando de tudo para alcançar um objetivo e é crucial que nós mantenhamos o nosso estado de prontidão", disse o ministro da Defesa de Israel, Moshe Yaalon. "O abate de um drone esta manhã pelo nosso sistema de defesa aérea é um exemplo de seus esforços para nos atacar de qualquer maneira possível."
O Ministério da Saúde palestino em Gaza contabiliza 172 mortes e mais de 1.250 feridos, incluindo dezenas de civis, desde o início da ofensiva. Não houve mortes israelenses, embora várias pessoas foram feridas, incluindo um adolescente.
Desde o início da operação, o Hamas e outro movimento radical islâmico, a Jihad Islâmica, lançaram aproximadamente mil foguetes em direção a Israel.
Nesta segunda-feira, o governo da Arábia Saudita anunciou uma ajuda de emergência de US$ 53,3 milhões às vítimas dos bombardeios israelenses na faixa de Gaza.
Trégua
A União Europeia disse nesta segunda que está em contato com as partes do conflito para que haja um cessar-fogo imediato em Gaza. "Nós pedimos para que todos os lados exercitem a moderação, para evitar incidentes e retornar à calma. Estamos em contato com as partes na região para que façam o seu melhor para alcançar um cessar-fogo imediato", disse a porta-voz da União Europeia, Maja Kocijancic.
Segundo relatos, houve uma pequena trégua nos ataques à Gaza durante a partida da final da Copa do Mundo no domingo (13).
O Conselho de Segurança da ONU pediu um fim nas hostilidades dos dois lados. Além disso, chanceleres de Estados Unidos, França, Alemanha e Reino Unido se reuniram em Viena, para discutir uma possível trégua.

O atual conflito começou em junho, com o desaparecimento de três jovens israelenses, depois encontrados mortos. O crime, que Israel atribuiu ao grupo radical Hamas, e que foi seguido pelo assassinato de um jovem por extremistas judeus, desencadearam o atual conflito entre Israel e o Hamas em Gaza.
Cisjordânia
Um palestino morreu nesta segunda em confrontos com o exército israelense na cidade de Hebron, ao sul da Cisjordânia. A vítima, identificada como Munir Ahmed Badarin, 21, foi atingido por tiros em confrontos perto de Samoa e morreu pouco depois no hospital. Residentes relatam que o Exército abriu fogo contra palestinos que atiravam pedras. O Exército confirmou a morte de Badarin.
Os militares também anunciaram a detenção de 23 palestinos na Cisjordânia durante a madrugada, como parte de uma operação para encontrar os responsáveis pelo sequestro e assassinato dos três israelenses.
O tempo
O CORREIO DE DEUS
O CORREIO DE DEUS

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.