O Seu portal conservador de notícias, Evangelismo e Informação em defesa da fé Cristã

  • Últimas Notícias

    03 julho 2014

    Estádio do Corinthians possui mesmo uma prisão subterrânea?


    Texto afirma que no subsolo do Arena Corinthians há uma enorme prisão com inúmeras celas que serão utilizadas em um golpe comunista! Será verdade?
    O alerta apareceu nas redes sociais na primeira quinzena de junho de 2014 e fala sobre um achado assustador no subsolo do estádio do Corinthians. De acordo com o texto, um torcedor descobriu – durante o intervalo do jogo entre Brasil e Croácia pela Copa do Mundo – que existe uma prisão com inúmeras celas abaixo do estádio Arena Corinthians, no bairro de Itaquera – em São Paulo.

    A pessoa que teria descoberto isso preferiu não se identificar, mas alerta aos torcedores que essa prisão, chamada de “Gulag Itaquerão“, será usada em um golpe que o Partido dos Trabalhadores está preparando para os próximos dias.

    Será que isso é verdade?

    Verdadeiro ou falso?

    O texto, que parece ter surgido na página do Facebook Que Absurdo, estou revoltado, possui muitas das características de um boato virtual:

    Não é assinado

    • Trata de um assunto chama a atenção de muitos leitores
    • Possui um tom alarmista (usa títulos em CAIXA ALTA para chamar a atenção)
    • É contraditório e confuso em alguns trechos
    • Mistura fatos com mentiras
    • Analisando o texto

    “LEIAM ESTE RELATO ASSUSTADOR SOBRE OS ESTÁDIOS DA COPA!!”

    O autor já tenta assustar e chamar a atenção de quem irá ler o “relato” com um título chamativo e que mostra como é fácil adaptar uma ideia para que alcance um determinado objetivo. Quem bolou o texto fala do Estádio do Corinthians, mas no título dá a entender que o que ele descobriu está ocorrendo em todos os estádios da Copa!
    Logo nos primeiros parágrafos, o autor (que afirma ser eleitor do PT) fala da alegria que teve ao entrar no novo estádio e que estava muito contente e emocionado ao ouvir o Hino Nacional na abertura da Copa. No entanto, durante o intervalo do jogo, ele saiu para procurar um banheiro e…

    “[...] Após abrir a centésima porta, dei de cara com um pavilhão imenso, muito escuro e todo dividido em vários corredores, formados por inúmeras celas. Era uma imensa prisão subterrânea, construída bem debaixo do Itaquerão. Nas paredes, bandeiras com a foice e o martelo, o símbolo do comunismo, e pôsteres enormes com o rosto do Lula ao lado do Fidel Castro, Hugo Chávez e Stálin (uma montagem de photoshop, pois os rostos de todos estavam vermelhos). No teto estava escrito “Gulag Itaquerão”.

    No trecho acima, o autor mistura uma série de elementos para confundir o leitor, mas não dá nenhuma prova de que isso seja verdade.
    Se o local é secreto mesmo como ele afirma, não teriam colocado guardas para vigiar as suas entradas? Durante um jogo organizado pela FIFA é impossível transitar por algum lugar dentro do estádio sem esbarrar com algum (ou alguns) monitor(es) da Federação Internacional de Futebol.
    Outros torcedores não encontraram essa prisão?
    Além disso, como que o denunciante conseguiu ver todos os detalhes (fotos, bandeiras comunistas etc) se o corredor estava escuro?
    Essas dúvidas não foram explicadas pelo autor dessa “denúncia”!
    A “gulag” citada no alerta é uma referência aos campos de trabalho forçado da Ex-União Soviética, criados após a revolução comunista de 1917. A finalidade desses locais era abrigar “inimigos” do Estado.

    A seguir, o texto anônimo diz:

    “[...]Fiquei com o coração na boca, quase não conseguia respirar de tanto horror que senti naquele momento. Fiquei tonto e acabei vomitando no chão. Isso ao menos me ajudou a ficar menos bêbado e mais calmo, e então comecei a tentar fugir dali. Me perdi várias vezes, mas acabei conseguindo voltar à superfície bem na hora que o jogo tinha acabado, e tentei sair de lá sem dar muita bandeira.”

    O sujeito ficou mais de 45 minutos “perdido” nos corredores da Arena Corinthians, em dia de jogo de abertura da Copa do Mundo, e ninguém o notou? No mínimo, estranho!
    Mais ao final do texto, o autor diz que:

    “[...] O que eu presenciei é a prova de que o PT está planejando dar um golpe comunista em breve. Como fui tolo! Eu, que sempre amei o futebol, jamais poderia imaginar que os estádios construídos para sediar a Copa do Mundo eram na verdade fachadas para imensas prisões para os inimigos do regime comunista que está por vir. É por isso que eles estão todos superfaturados, o dinheiro todo foi utilizado para fazer esses gulags petistas. Tenho certeza que sob cada estádio construído para a Copa se esconde uma dessas aberrações sinistras que servirão para matar e torturar milhões de pessoas inocentes…”

    A partir dessa “descoberta”, o denunciante (que não se identificou e não deu nenhuma prova do que está dizendo, mas que estava bêbado quando descobriu a prisão subterrânea) afirma que todos os outros estádios estão na mesma situação. Claro, quem vê um estádio, vê todos, né?

    Pra finalizar, o denunciante afirma:

    “[...]Não revelei meu nome porque tenho medo. Acho que ninguém me viu na prisão, mas talvez eles consigam rastrear meu DNA por causa da poça de vômito que deixei lá.[...]”

    Que conveniente! Uma denúncia grave como essa vinda de uma pessoa que estava sob efeito do álcool (e que, ao que tudo indica, ainda está com a bexiga cheia de urina até hoje!) não pode ser comprovada e nem há provas do seu achado!
    A parte real desse parágrafo é que é possível, sim, extrair o DNA a partir do vomito de uma pessoa, mas para descobrir o autor do vômito seria preciso extrair o DNA de todos os torcedores, funcionários, policiais e voluntários que estavam no estádio naquele dia. Centenas de milhares de “suspeitos”!

    Teoria da Conspiração

    Aliás, cabe aqui uma observação: Imagina só a quantidade de pessoas que estariam envolvidas nesse “complô”! Para realizar uma obra desse tamanho em segredo e em vários estádios simultaneamente exigiria a colaboração de muitas “pessoas de confiança”. Com a mídia do mundo todo de olho nas obras para a Copa, seria extremamente complicado manter isso em segredo para, depois, colocar tudo a perder deixando o local desprotegido para que um bêbado descubra tudo e estrague todo um plano…
    Voltando ao texto, nas últimas linhas, temos:

    “[...] Estou saindo do Brasil o mais rápido possível, vou pedir asilo em Miami, acredito que lá estarei seguro.”

    O curioso aqui é que quem inventou esse boato não conhece muito sobre como funciona o asilo em outros países. Um país concede asilo para um cidadão quando este está sendo perseguido em sua terra natal seja por questões polícias, raciais, religiosas etc. Ao solicitar asilo, o país que irá receber o cidadão terá que negociar algumas questões com o Governo natal e seria mais aceitável acreditar que, caso isso fosse verdade, a presidente Dilma não iria liberar o “denunciante” para que ele fique “passeando por aí” com um segredo tão grave!
    Além disso, quando um cidadão pede asilo em outro país, a mídia divulga isso com letras garrafais, como aconteceu com o analista de sistemas Edward Snowden, um ex-funcionário da CIA que denunciou um possível esquema de espionagem por parte dos Estados unidos.
    O mais correto, nesse caso, seria o autor pedir refúgio em outro país.
    Pra fechar com chave de ouro, o “denunciante” faz algumas recomendações estranhas:
    “Recomendo que todas as pessoas de bem façam o mesmo. E que deixem de assistir futebol, que é o ópio do povo. Que absurdo, estou revoltado. Cole no Google e veja”
    Que façamos o mesmo que ele, o quê? Que mudemos para Miami ou que andemos bêbados em corredores escuros nos subsolos dos estádios?
    Outras dúvidas: O que o fato de assistir ao futebol tem a ver com um golpe planejado pelo Governo? Parar de assistir aos jogos vai atrapalhar os “planos comunistas” do Governo?
    Ao buscar sobre “Gulag Itaquerão” no Google, como foi recomendado pelo autor, encontramos apenas sites que copiaram esse mesmo texto. Nenhuma prova, nada!

    Página de “Humor”


    A página que publicou essa “denúncia” também é autora de outras pérolas como essa, afirmando que o Governo Brasileiro planeja mudar a capital do Brasil para o Acre:


    Ou essa, onde dizem que o Imperador do Japão teria implorado a todos os japoneses residentes no Brasil que retornem imediatamente para seu país natal:


    Cadeias em estádios

    A ideia de incluir uma cadeia nos estádios do país foi sugerida pelo ex-jogador Pelé em 1995, na época em que ele era Ministro do Esporte, no governo de Fernando Henrique Cardoso. Em entrevista ao jornal Folha em 2012, Pelé afirmou que:

    “Quando eu estive no ministério, nós fizemos um trabalho bem forte e sério com respeito à violência[...] Fizemos até cadeia embaixo das arquibancadas dos estádios para botar os delinquentes. Depois que saí, pararam com isso.”

    Ou seja, a ideia de criar prisões sob os estádios surgiu na gestão anterior ao do Governo Lula e era apenas apenas para prender os torcedores encrenqueiros, mas (segundo afirmado pelo Pelé) o projeto foi deixado de lado depois que ele deixou de ser ministro.
    Uma reportagem publicada no site LanceNet em setembro de 2013 afirmou que o estádio construído em Manaus para sediar alguns jogos da Copa custou R$ 605 milhões e poderá virar um presídio temporário após o campeonato. O fato – que não foi confirmado pelo governo do estado do Amazonas -, se confirmado, seria uma alternativa à Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa, que será desativada. A reportagem não fala nada sobre presos políticos!

    Piada antiga

    Comparar o estádio Corinthians com uma prisão é uma brincadeira antiga. Sites de humor se divertem há anos com isso, como o Desciclopédia (uma versão humorística da Wikipédia), que fala sobre isso em seu verbete “Novo Estádio do Corinthians”.

    Conclusão

    A história é falsa! Quem disse ter visto uma enorme prisão sob o Arena Corinthians não provou nada. São só boatos!

    Fonte: E-Farsas

    Sobre

    Exclusivamente voltado para matérias informativas em questões apologéticas, notícias e estudos bíblicos, este site tem o objetivo de servir como ferramenta de evangelização bem como alerta e preparo à igreja cristã sobre os últimos eventos que antecedem a Volta Gloriosa de nosso Senhor Jesus Cristo.

    Termos de Uso

    Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir os artigos em qualquer formato, desde que informe o(a) autor(a) e a fonte do artigo, bem como as fontes intermediárias, inclusive o Site "O Correio de Deus". Não é permitido a alteração do conteúdo original sem a devida notificação de alteração em cópia extraída deste site e muito menos a utilização para fins comerciais.
    Licença Creative Commons
    Este trabalho está licenciado com uma Licença