O Seu portal conservador de notícias, Evangelismo e Informação em defesa da fé Cristã

  • Últimas Notícias

    28 julho 2014

    É ISSO MESMO? Brasil vai financiar construção de hospital para palestinos na Faixa Gaza


    TEL AVIV - O Brasil vai financiar, juntamente com outros dois países, a construção de um novo hospital na Faixa de Gaza, região controlada há três anos pelo grupo islâmico Hamas. O Fórum de Diálogo Ibas (Índia, Brasil e África do Sul) decidiu investir na obra para ajudar na reconstrução de Gaza, que teve partes devastadas pela ofensiva israelense à região, entre dezembro de 2008 e janeiro de 2009.

    O custo do projeto está incluído nos US$ 5 milhões doados pelo Ibas aos palestinos ainda em 2007, durante a Conferência de Doadores para os Territórios Palestinos, realizada em Paris. Nesse mesmo encontro, o Brasil anunciou a doação unilateral de mais US$ 10 milhões. Há dez dias, o Brasil oficializou o repasse de mais R$ 25 milhões (US$ 14 milhões) para projetos específicos em Gaza. Parte dessa verba também poderá ser usada na construção do hospital.


    O principal obstáculo para a obra é o atual bloqueio econômico israelense e egípcio a Gaza. Apesar de o Egito ter decidido abrir por tempo indeterminado a fronteira com a região, e Israel ter aceitado relaxar a proibição da entrada de produtos depois do episódio da chamada "Flotilha da Liberdade", ainda há ítens proibidos. Entre eles materiais de construção. Israel alega que o Hamas pode usá-los para manufaturar armamento ou construir abrigos antiaéreos.

    Na visita que fez a Israel esta semana, o ministro das Relações Exteriores do Brasil, Celso Amorim, pediu diretamente ao primeiro-ministro Benjamin Netanyahu que abra uma exceção no caso do projeto do hospital.

    - O primeiro-ministro ouviu meu pedido com muita atenção e prometeu estudá-lo _ contou Amorim logo após o encontro com Netanyahu.

    O chanceler ressaltou, também, que toda a verba será repassada a Gaza através das Nações Unidas, sem participação direta do Hamas, entidade com a qual o Brasil não mantém diálogo e que é considerada "terrorista" por Israel, pela União Europeia e pelos Estados Unidos.

    - Está tudo sendo feito em coordenação com a Autoridade Nacional Palestina e com a ONU. Nada passa pelo Hamas _ confirmou ao GLOBO a embaixadora Lígia Maria Scherer, que chefia o Escritório de Representação do Brasil em Ramallah, na Cisjordânia.

    O projeto do hospital é o segundo financiado pelo Ibas em território palestino. O primeiro, um centro esportivo em Ramallah, capital política da Cisjordânia, já está em andamento e ficará pronto "em breve", segundo a embaixadora Scherer.

    Um terceiro projeto está em discussão entre os países do grupo a Autoridade Nacional Palestina (ANP), que controla a Cisjordânia. Por enquanto, a única certeza de que a obra será em uma de cinco cidades da Cisjordânia: Jenin, Qalquilia, Nablus, Tulkarem ou Hebron.

    - A meta do Ibas é aliviar a pobreza e a fome, além de promover o desenvolvimento sustentável de países que estejam necessitados. No caso dos palestinos, o objetivo é ajudar na construção do futuro Estado nacional - ressalta a embaixadora, complementando que o Ibas financia, atualmente, projetos em países como Haiti, Cambódia e Guiné Bissau.

    O GLOBO

    Sobre

    Exclusivamente voltado para matérias informativas em questões apologéticas, notícias e estudos bíblicos, este site tem o objetivo de servir como ferramenta de evangelização bem como alerta e preparo à igreja cristã sobre os últimos eventos que antecedem a Volta Gloriosa de nosso Senhor Jesus Cristo.

    Termos de Uso

    Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir os artigos em qualquer formato, desde que informe o(a) autor(a) e a fonte do artigo, bem como as fontes intermediárias, inclusive o Site "O Correio de Deus". Não é permitido a alteração do conteúdo original sem a devida notificação de alteração em cópia extraída deste site e muito menos a utilização para fins comerciais.
    Licença Creative Commons
    Este trabalho está licenciado com uma Licença