sexta-feira, 6 de junho de 2014

Surto de Ebola faz empresa britânica retirar funcionários de Serra Leoa


A empresa britânica London Mining informou ter evacuado de Serra Leoa funcionários considerados "não essenciais" por causa de um surto do vírus Ebola no país.

A companhia, que explora minério de ferro, disse que está trabalhando com agências locais e internacionais para monitorar a situação, acrescentando que a produção na mina de Marampa não foi afetada.

Em comunicado, a empresa informou não ter conhecimento de qualquer incidência da doença entre sua força de trabalho ou nas comunidades do entorno da mina.
E acrescentou que "um número de funcionários não essenciais deixou o país devido a restrições voluntárias às viagens não essenciais".
Doença incurável
Doença incurável e altamente contagiosa, o Ebola chegou a Serra Leoa na semana passada.
Cinco pessoas já morreram e há cerca de 50 casos suspeitos no país. Na vizinha Guiné, onde o surto começou, mais de 100 pessoas morreram.
O Ebola surgiu na África Central, há 20 anos. O vírus causa febre e hemorragia interna e é transmitido quando há contato com fluidos corporais de pacientes infectados.
O governo de Serra Leoa, com a ajuda de agências humanitárias, está fazendo o que pode para isolar pessoas contaminadas.
Mas, no final da semana passada, famílias de vários pacientes internados em uma clínica em uma zona rural invadiram o local e os removeram à força.
O correspondente da BBC Mark Doyle diz que muitas famílias querem que seus parentes sejam tratados por curandeiros africanos tradicionais, o que estaria ajudando a espalhar a doença.

BBC
O CORREIO DE DEUS
O CORREIO DE DEUS

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.