terça-feira, 3 de junho de 2014

Sudão nega que irá libertar cristã condenada à morte por conversão


As autoridades do Sudão negaram neste domingo (1º) o anúncio de que a mulher cristã condenada à morte por apostasia seria libertada nos próximos dias, alegando que tais declarações atribuídas a uma autoridade foram tiradas de contexto

Nascida de um pai muçulmano, Meriam Ibrahim Ishag foi condenada à morte no último dia 15 por um tribunal criminal com base na lei islâmica em vigor no Sudão que proíbe conversões. A decisão provocou um clamor internacional.

A sudanesa, de 27 anos, deu à luz uma menina na terça-feira na prisão.

"Ela será libertada nos próximos dias, de acordo com os procedimentos legais a serem tomadas pelo Poder Judiciário e o Ministério da Justiça", declarou neste sábado um funcionário do Ministério das Relações Exteriores do Sudão, Abdallah Al-Azraq.

Mas o ministério indicou neste domingo que a libertação de Meriam dependia da aceitação por um tribunal do recurso apresentado por seus advogados.

Azraq ressaltou que "o governo não interfere no trabalho da justiça, porque é uma instituição independente". "Alguns meios de comunicação tiram de contexto as declarações, alterando o significado do que ele realmente disse."

Após as declarações de Azraq, o marido de Ishag, Daniel Wani, um cidadão americano de origem sul-sudanesa, disse à agência de notícias France Presse que não acreditava que sua mulher seria libertada.

"Ninguém entrou em contato comigo e eu não acho que isso vai acontecer. Nós apresentamos um recurso de apelação, mas ele ainda não foi analisado. Então, como é possível que a libertem?", perguntou.

O advogado de Ishag, Mohannad Moustapha, tinha expressado, por sua vez, suas dúvidas quanto a uma possível libertação.

"A única entidade que pode fazer isso é o tribunal de recurso e eu não tenho certeza que ele tem o arquivo completo", disse ele neste sábado.

Continue orando por Meriam e sua família. 

Missão Portas Abertas

O CORREIO DE DEUS
O CORREIO DE DEUS

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.