Após ter sido barrado pelo diretório estadual do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) o pré-candidato Jefferson Barros conseguiu reverter o veto a sua candidatura a deputado federal junto à convenção nacional do PSOL.

O ativista gay e deputado federal Jean Wyllys havia conseguido o veto da candidatura do pastor no Rio de Janeiro após ameaçar não se candidatar a reeleição caso Jefferson disputasse um cargo eletivo pelo PSOL.


O ex-BBB passou a perseguir Jefferson após descobrir que ele havia sido indicado pelo Pastor Silas Malafaia. Wyllys chegou a causar constrangimento entre seus correligionários do Rio de Janeiro por seus discursos contra a candidatura do pastor Jefferson.

Wyllys acusa Barros de ser um militante infiltrado de Silas Malafaia para impedir a sua reeleição, já que o parlamentar recebeu pouco mais de 13 mil votos em 2010 e só foi eleito graças ao desempenho do deputado federal Chico Alencar, do seu partido, que conquistou 240.671 (3%) dos votos e foi o segundo mais votado em todo Estado.

Se Barros superar o número de votos de Wyllys na próxima eleição, o parlamentar poderá não conseguir sua reeleição, já que o partido dispõe de apenas duas vagas na Câmara dos Deputados e Chico Alencar também concorrerá à reeleição.


Crise e Veto

A crise no partido se agravou no Rio de Janeiro com a manifestação de apoio dos deputados Chico Alencar e Marcelo Freixo a Wyllys. Os parlamentares também são contra a candidatura do pastor Jefferson e assinaram uma nota pedindo a saída do pré-candidato do PSOL.

A candidatura do pastor havia sido barrada no Estado do Rio por 55 votos contrários e apenas 7 favoráveis.

Fonte:GospelPrime e Fique Atento

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.