domingo, 1 de junho de 2014

Presidente palestino espera anunciar governo unificado em dois dias


O presidente palestino, Mahmud Abbas, disse neste sábado (31) que espera que o governo de seu partido Fatah com o Hamas seja anunciado em dois dias, na próxima segunda-feira (2/6).

Ao se reunir com ativistas franceses pela paz na cidade de Ramallah, Cisjordânia, onde o governo palestino está instalado, Abbas disse: "Nós vamos anunciar o governo depois de amanhã que será formado por tecnocratas e independentes."

Nenhum membro do governo de união será formado pela Fatah, apoiado pelo Ocidente e que governa Cisjordânia, ou pelo Hamas, que se recusa a reconhecer Israel e administra a Faixa de Gaza, segundo Abbas.

Os dois partidos enxergam benefícios no governo de coalizão, mas as negociações esbarram em um impasse desde 2007, quando o Hamas tomou o controle de Gaza.

Sob forte sanção de Israel e Egito, o Hamas tenta fomentar a economia de Gaza e pagar seus 40 mil funcionários. Abbas, por outro lado, quer elevar sua popularidade doméstica desde o colapso das negociações com Israel no mês passado.

Boicote
Israel classifica o Hamas como um grupo terrorista e suspendeu as negociações com Abbas assim que ele anunciou o acordo de unidade em 23 de abril.

Segundo Abbas, Israel "informou hoje que vai nos boicotar se anunciarmos o governo". O presidente palestino, no entanto, não deu detalhes sobre as sanções a serem adotadas.

Em seu discurso no sábado, Abbas disse que o novo governo irá manter a política de reconhecer Israel, apesar de o grupo islâmico Hamas insistir que não irá mudar a sua própria política de rejeitar a existência de Israel.

Abbas tem se esforçado para tranquilizar o Ocidente de que ele permanecerá como principal negociador e que a coordenação com Israel vai continuar.

Abbas pediu ao primeiro-ministro Rami Hamdallah na quinta-feira para chefiar o novo governo de unidade, apesar de o Fatah e o Hamas ainda discordaram sobre outras nomeações do gabinete.

Para aumentar o controle sobre o partido antes de formar o novo governo, Abbas expulsou cinco correligionários que são aliados de seu rival Mohammed Dahlan, informou a agência de notícias palestina Wafa.

G1
O CORREIO DE DEUS
O CORREIO DE DEUS

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.