quinta-feira, 12 de junho de 2014

Policiais e manifestantes anticopa entram em conflito no Centro de Belo Horizonte


Vândalos viraram uma viatura policial na Avenida João Pinheiro (Foto: Whatsapp)

Manifestantes contrários à realização da Copa do Mundo entraram em conflito nesta quinta-feira com a Polícia Militar em Belo Horizonte, umas das 12 cidades-sede do Mundial. O protesto foi convocado diversas organizações, entre elas o Comitê Popular da Copa, partidos políticos e sindicatos.
A manifestação teve início em frente à prefeitura da cidade. Horas depois, a situação ficou tensa quando os manifestantes chegaram à Praça da Liberdade, onde policiais militares faziam barreira para proteger o relógio que marcava a contagem regressiva para o início da Copa.

Adeptos da tática black bloc e policiais entraram em confronto no local, na região central da capital mineira. Bancos foram apedrejados e pedras foram lançadas contra policiais, que reagiram com balas de borracha e bombas gás lacrimogêneo.
O integrante do Movimento Tarifa Zero André Veloso disse que dois ativistas podem ter sido detidos. A Agência Brasil tentou entrar em contato com a Polícia Militar de Minas Gerais e com a Secretaria de Estado Extraordinária para a Copa do Mundo (Secopa-MG) para confirmar a informação, mas não foi atendida.
Segundo Veloso, o protesto denuncia violações de direitos na preparação da cidade para a Copa, como a situação dos feirantes que trabalhavam no entorno do Estádio do Mineirão e que perderam o local de trabalho a partir do início das obras para o Mundial.  “O ato critica toda a violência e o estado de exceção que está colocando para que a Copa aconteça”, acrescentou.
Por volta de 17h, a manifestação começou a dispersar pelas ruas do centro da capital mineira.

O CORREIO DE DEUS
O CORREIO DE DEUS

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.