Hoje, a Portas Abertas atua em 27 nações africanas. Em cada um desses países, nosso desejo é um só: fortalecer os cristãos em sua fé para que superem as adversidades que encontram no ambiente hostil em que vivem. 

As culturas são as mais variadas. Nessa região tão diversa, a perseguição também não é a mesma. Em alguns lugares, não há restrição ao evangelho, mas existe uma opressão. Por isso, agimos a fim de preparar a Igreja para quando a perseguição chegar. 


Em outros países, a Igreja tem dificuldades em assimilar os preceitos cristãos para a vida em família e comunidade, por causa do peso do islamismo em sua cultura. Para eles, a Portas Abertas oferece cursos que explicam a diferença entre essas religiões. 

Já em algumas nações, ser cristão é garantia de ostracismo social, perseguição feroz e, às vezes, morte, como você pôde ler nos testemunhos relatados. 

O que a Igreja africana nos mostra em qualquer situação é sua ousadia em seguir a Cristo e testemunhar dele mesmo em meio à oposição. Com suas roupas coloridas, personalidade cativante, ritmos marcantes e sorriso, os cristãos africanos nos revelam a beleza de seguir fielmente a Jesus no sofrimento.


Fonte:CPAD

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.