sexta-feira, 6 de junho de 2014

Padre mexicano estuprou uma criança por 2 anos: "É um sacrifício que você tem que suportar"


Um padre da Igreja Católica mexicana foi acusado de abusar sexualmente de uma criança por dois anos. A Comissão Nacional de Direitos Humanos pediu a investigação. 

Sob o pretexto de que era "parte do sacrifício que tiveram que suportar" disse o  padre. O padre Francisco Javier Castillo Rios abusou regularmente durante dois anos uma das crianças que visitaram sua igreja no município de Santa Maria del Rio Arquidiocese de San Luis Potosí (México Central).


O fato foi descoberto pela queixa da mãe da vítima, que contou a história na cadeia Canal 7 e disse que arruinou a vida de toda a família.

O padre abusou dele, aparentemente drogado

A mulher disse que o suposto estuprador tinha a amizade não apenas do seu filho, mas de toda a família, e ninguém esperava que o padre tinha esse tipo de comportamento "sujo". A mãe disse o sacerdote, que regularmente jantava com o menino, colocava as drogas no alimento, sem o menor perceber.

Uma vez, quando o menino tinha 12 anos, acordou na cama castelo. "O padre abusou dele, aparentemente drogado disse ele", a mãe chorando.

Mas o inferno estava longe de terminar, porque, então, as ameaças começaram, disse ele. Castillo ameaçou prejudicar a família  da criança ou molestar outras crianças se ela revelasse o crime e não aceitasse continuar sendo uma vítima de abuso.

Após o lançamento da notícia, o caso provocou comoção na sociedade e na Comissão Estadual de Direitos Humanos (CEDH) que imediatamente começou a investigar os abusos por Castillo, de acordo com o presidente do conselho comissário, Jorge Vega Arroyo informou o canal.

RT Espanhol
O CORREIO DE DEUS
O CORREIO DE DEUS

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.