O Seu portal conservador de notícias, Evangelismo e Informação em defesa da fé Cristã

  • Últimas Notícias

    05 junho 2014

    Novo relatório indica crescimento na violência contra cristãos


    O World Watch List (WWL) é uma equipe de pesquisa do ministério Portas Abertas que avalia periodicamente a violência contra cristãos em todos os países do mundo. Uma lista é divulgada a cada ano mostrando onde estão os maiores índices de perseguição por causa da fé em Jesus Cristo. É uma análise diferente do ranking de perseguição, que mostra os 50 países que mais ameaçam os cristãos.

    O novo relatório do WWL fez a compilação dos 10 países onde mais cresce a violência. O foco é na intensidade e não na amplitude da perseguição. Ele se baseia em casos registrados pela imprensa entre 1 de novembro de 2012 e 31 de março de 2014. Em primeiro lugar aparece a Nigéria. Os outros são, em ordem: Síria, Egito, República Centro-africana (RCA), México, Paquistão, Colômbia, Índia, Quênia e Iraque.

    Somando todos os países onde os cristãos são perseguidos, os pesquisadores registraram 3.641 igrejas e propriedades cristãs destruídas e 13.120 outras formas de violência contra os cristãos, como espancamentos, sequestros, estupros, prisões e casamentos forçados.

    Portas Abertas também divulgou informações sobre o ranking na categoria “mortes por causa da fé” durante o período de 17 meses. Nigéria era o número 1, com um total de 2.073 mártires cristãos. Em seguida vem a Síria com 1479, RCA teve 1115, Paquistão 228, Egito 147, Quênia 85, Iraque 84, Myanmar e Sudão empatam com 33 cada e na Venezuela 26.

    Do total de 5.479 cristãos mortos por sua fé ao redor do mundo, Nigéria, Síria e RCA são responsáveis por 85%. A média estimada de cristãos mortos por sua fé por mês no período de da pesquisa foi de 322.

    Os pesquisadores fazem a ressalva que o número total de mártires é o mínimo, baseado em dados da imprensa mas poderia ser significativamente maior. “O aumento alarmante da violência contra cristãos na Nigéria nos últimos meses evidencia a falta de liberdade religiosa ali e os perigos diários gerados pelo grupo terrorista islâmico Boko Haram e outras organizações islâmicas violentas”, esclarece o presidente da Portas Abertas EUA, Dr. David Curry.

    “Já está se transformando em um banho de sangue. Os cristãos do Ocidente deveriam ficar na brecha, com nossas orações e apoio”.

    Muitos podem se surpreender por não encontrar a Coreia do Norte, que ocupa a primeira posição no ranking de 2014 da Portas Abertas. Embora seja a nação com maior perseguição contra os cristãos, está fora dos mais violentos.

    “Quando se trata de contar o número de cristãos martirizados, é impossível obter um número exato para a Coreia do Norte”, analisa Jan Vermeer, que trabalha com Portas Abertas na região.

    “Isto não é porque não existem cristãos sendo mortos por sua fé. Sabemos que milhares de cristãos estão passando fome, sede, sendo torturados no sistema prisional norte-coreano. Mas, devido a nossa incapacidade de obter dados precisos sobre o que ocorre naquela sociedade tão fechada, optamos por não divulgar o número total de mortes na Coreia do Norte”.


    O fundador do ministério, Irmão André, comentou com preocupação o crescimento da perseguição dos cristãos. “A perseguição não está diminuindo. Em 2/3 dos países relacionados na Classificação acontece o oposto: ela só está aumentando…. Este aumento tem a ver principalmente com a crescente influência do Islã. Esse tipo de informação que a Classificação traz me preocupa, apesar de esse ser um bom meio de divulgar os pedidos de oração”, disse ele recentemente.

    Gospel Prime

    Sobre

    Exclusivamente voltado para matérias informativas em questões apologéticas, notícias e estudos bíblicos, este site tem o objetivo de servir como ferramenta de evangelização bem como alerta e preparo à igreja cristã sobre os últimos eventos que antecedem a Volta Gloriosa de nosso Senhor Jesus Cristo.

    Termos de Uso

    Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir os artigos em qualquer formato, desde que informe o(a) autor(a) e a fonte do artigo, bem como as fontes intermediárias, inclusive o Site "O Correio de Deus". Não é permitido a alteração do conteúdo original sem a devida notificação de alteração em cópia extraída deste site e muito menos a utilização para fins comerciais.
    Licença Creative Commons
    Este trabalho está licenciado com uma Licença