A síndrome respiratória do Oriente Médio (MERS), também chamada de síndrome respiratória coronavírus do Oriente Médio, trata-se de uma desordem que foi identificado pela primeira vez em abril de 2012 na Arábia Saudita, que têm se propagado com rapidez e que apresenta elevada mortalidade, de acordo com estudos realizados em hospitais sauditas.


De abril de 2012 a junho de 2013, foram registrados 64 casos da MERS, dos quais 38 pacientes faleceram, o que representa uma mortalidade de 59%.

O vírus da MERS pertence à mesma família do vírus responsável pela síndrome da angústia respiratória (SARS), que causou aproximadamente 800 mortes no ano de 2003.

A contaminação ocorre por meio de perdigotos expelidos durante tosse ou espirros e também através do contato físico com um indivíduo infectado, como durante aperto de mãos ou abraço. Além disso, o vírus pode espalhar-se por fômites ou superfícies contaminadas.

A incubação deste coronavírus dura em torno de quatro dias. As manifestações clínicas iniciam-se com febre alta e tosse branda, que pode persistir por vários dias, podendo evoluir para pneumonia. Alguns pacientes também podem apresentar sintomas gastrointestinais.

Para o estabelecimento do diagnóstico é recomendado obter amostras de secreções das vias aéreas inferiores, sempre que possível.

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças Americano emitiu um comunicado pata todos os hospitais do país para manterem-se atentos aos pacientes que apresentam sintomas de gripe e que passaram recentemente pelo Oriente Médio.

Até o momento não existe tratamento e nem controle específicos para o vírus da MERS. A recomendação dos médicos é lavar as mãos com água e sabão frequentemente, especialmente após o contato com ambientes públicos, não tocar nos olhos, na boca ou no nariz, bem como evitar o contato com pessoas doentes.

De acordo com o artigo publicado pelo nosso site  Boechat alerta sobre possível epidemia durante a Copa e isso é muito sério. Vamos imaginar o Brasil com a saúde precária do jeito que está, e de repente com os hospitais do mesmo jeito, ''sucateados'' esse vírus é dispersado aqui no Brasil. A pergunta é, quem sobrará? Quem viverá para contar história? Há esse risco, e eu tenho certeza de que a elite globalista está por de trás desse feito ''maléfico'' contra a população brasileira. A epidemia que este homem alertou que viria durante a copa o que seria? Seria a ''Mers''?

Fiquemos ligados porque coisas grandes acontecerão neste evento, e muitos são os que dormem e querem festa, quando na verdade será um evento de puro terror.

Com informações de Info Escola.

Cezar S D S Scholze
O CORREIO DE DEUS

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.