José Demerson de apenas 13 anos, caiu do cavalo e fraturou o braço, foi encaminhado para o HEDA, em Parnaíba para procedimento cirúrgico da correção de uma fratura exposta.
Após liberado pelo hospital, José voltou para casa, mas de acordo com a mãe, não foram feitos novos curativos, além da atadura estar muito apertada no braço do garoto.

Ronaldo critica superfaturamente da Copa, antes tarde do que nunca?
A mãe Maria Cecília disse que ao retornar ao hospital, os médicos prometeram que fariam o possível para ajudar o garoto. Deram a ela um papel para assinar, ela não sabendo ler, assinou e ao encontrar com o seu filho teve uma terrível surpresa, seu filho teve o braço amputado.

Segundo a direção do hospital, a amputação foi realizada porque o membro já estava em estado avançado de infecção e para evitar que a infecção generalizada se espalhasse pelo corpo, a cirurgia foi feita com a autorização da família.



A família acredita que houve erro médico durante o atendimento, fez um boletim de ocorrência e buscará justiça com o seu advogado.


Cada vez mais vemos casos como esse em todo o Brasil, sabemos que a saúde pública está jogada às moscas, vendo o José com a camisa do Brasil, eu me lembrei daquela frase do Ronaldo, digam aí nos comentários.


As responsabilidades serão apuradas, mas eu pergunto a vocês: "Será que o José poderia estar sorrindo ao invés de estar chorando?”


Assistam o vídeo abaixo com toda a reportagem feita pelo Portal Costa Norte.
Fazendo esse post eu senti aquele peso no estômago, mas não pude deixar de compartilhar com vocês. É uma historia triste, mas que precisa ser compartilhada para que o máximo de pessoas saibam!




Fique Atento

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.