quinta-feira, 12 de junho de 2014

Manifestantes afirmam que "a Copa vai ter luta"


Cerca de duzentos trabalhadores da construção civil se juntaram aos protestos contra a Copa do Mundo em Fortaleza.

De acordo com a mídia brasileira, os manifestantes marcharam pela avenida Beira-Mar, gritando: "Dilma escuta, a Copa vai ter luta", "Se o aumento não dar, a Copa vai parar".
Os trabalhadores do setor de construção, que já marcaram outra greve para 23 de junho, exigem assim o aumento salarial de 15%, rejeitando o aumento de 7,5%, proposto pelo governo.

Essa não é a única greve realizada hoje. No dia de abertura da Copa do Mundo de 2014, vários confrontos de larga escala eclodiram em São Paulo, que sediará a cerimônia de abertura e o primeiro jogo (às 17h00, horário de Brasília, entre o Brasil e a Croácia). De acordo com relatos da mídia, pelo menos sete pessoas ficaram feridas durante o protesto de quatro mil ativistas, disperso pela Tropa de Choque da Polícia Militar. Logo depois, começou uma nova ação, desta vez com a participação do grupo radical black blocs e a construção de barricadas.

Voz Da Rússia
O CORREIO DE DEUS
O CORREIO DE DEUS

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.