terça-feira, 3 de junho de 2014

Israel se decepciona com EUA por possível colaboração com governo palestino


Jerusalém, 3 jun (EFE).- O governo de Israel se mostrou "muito decepcionado" nesta terça-feira com a decisão dos Estados Unidos de colaborar com o novo governo de reconciliação nacional palestino, que jurou cargo ontem na cidade de Ramala, na Cisjordânia.
"Estamos profundamente desiludidos pelos comentários do departamento de Estado a respeito de que trabalhará com o governo de unidade palestino", explicou um responsável israelense, que preferiu não se identificar, ao jornal progressista "Ha'aretz".
"Este governo palestino é apoiado pelo Hamas, que é uma organização terrorista que advoga pela destruição de Israel. Se os EUA querem progredir no caminho da paz devem pedir a (ao presidente palestino, Mahmoud) Abbas que ponha fim a esse pacto com o Hamas e volte a negociar com Israel", acrescentou.

O novo governo de reconciliação nacional palestino, formado por 14 homens e três mulheres sem afiliação política e sob o controle direto do presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, jurou seu cargo em Ramala após sete anos de divisão entre as duas principais correntes palestinas.
Sua formação, inclusive, é o primeiro passo de um plano de reconciliação assinado no último dia 24 de maio entre o movimento islamita Hamas, que governava em Gaza, e o partido nacionalista Fatah, principal partido no seio da ANP e com poder em Ramala.
Horas antes do juramento, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, pediu à comunidade internacional não reconhecer tal formação, já que, em sua opinião, a presença do Hamas legitima um governo terrorista.
No entanto, horas depois, a porta-voz do departamento de Estado dos EUA, Jen Psaki, assegurou que seu país colaborará com ele e vigiará se o mesmo atende as exigências do Quarteto, incluindo o reconhecimento do Estado de Israel, a deposição das armas e a aceitação dos acordos internacionais prévios.
Além disso, está previsto que o presidente Abbas se reúna amanhã na Jordânia com o chefe da diplomacia americana, John Kerry, promotor do último e fracassado processo de diálogo de paz. 

EFE e Yahoo
O CORREIO DE DEUS
O CORREIO DE DEUS

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.