Um grupo de cientistas britânicos informou que a técnica que estão desenvolvendo deverá estar completa em apenas dois anos, permitindo que um bebê tenha o material genético de duas mães e um pai.

A investigação científica deverá permitir, através da possibilidade de um bebê ter três pais, que várias doenças fatais causadas às mitocôndrias, células que são passadas da mãe para o feto e que servem para transferir energia ao seu organismo.

Os cientistas procuram combater a estatística que mostra que um em cada 6,5 mil bebês nasce com problemas mitocondriais. A falta de energia dificulta o desenvolvimento da musculatura e pode provocar cegueira e problemas cardíacos no bebê. Alguns casos terminam em morte.
Por enquanto ainda se estudam as leis de fertilização para tornar legal a prática investigada pelos cientistas. O grupo de pesquisadores informou que o procedimento não é inseguro mas que são necessários ainda novos testes para confirmar a viabilidade do processo, escreve a BBC Brasil.

Notícias ao Minuto



Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.