Um arcebispo americano disse a um juiz que não tinha ideia de que o abuso sexual de crianças era um crime.

O chefe da Arquidiocese de St. Louis City, Missouri ( EUA ), o arcebispo Robert Carlson, testemunhou sob juramento de que na década de 1980, enquanto servia como bispo auxiliar em Minnesota, não tinha conhecimento de que o  assédio sexual de crianças  era um crime, de acordo com o site católico  CatholicCulture.org. "Eu não tenho certeza se eu sabia que era um crime ou não", disse o chefe em um comunicado publicado no mês passado e presente 9 de junho. No entanto, o religioso também admitiu que ele sabia com certeza, agora que o abuso sexual de crianças é um crime.
Enquanto isso, o jornal "St. Louis Post-Dispatch ", embora o arcebispo Carlson argumentou que antes não tinha consciência da natureza criminosa de abuso sexual infantil, no entanto, em 1984, assinaram um memorando em que o prazo prescricional para reclamações encargos foi discutido com abuso sexual é. Durante o curso de sua declaração, o arcebispo Carlson disse 193 vezes que não conseguia se lembrar da resposta precisa à pergunta que ele estava preocupado. 

Infelizmente essas coisas tem acontecido a séculos e só agora que vieram se dar conta desse absurdo inafiançável e ''imoral'' propagado por essa instituição. Como ficam as crianças inocentes? Como fica a sua integridade como ser humano? 

Com informações de RT!

Cezar S D S Scholze
O CORREIO DE DEUS

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.