O presidente interino da Ucrânia, Aleksandr Turchinov, decretou hoje (1º) a reintrodução do serviço militar obrigatório no país diante da insurreição de forças pró-Rússia no Leste do país.

A medida, que tem efeitos imediatos, foi tomada “devido à deterioração da situação no Leste e no Sul, à força crescente de unidades armadas pró-Rússia e à tomada de edifícios da administração pública, que ameaçam a integridade territorial”, segundo um comunicado da Presidência.
O decreto, publicado hoje no Diário Oficial da Ucrânia, determina que a primeira convocatória seja realizada com urgência. O recrutamento afetará os homens entre 18 e 25 anos.

No dia 17 de abril, o parlamento ucraniano recomendou ao presidente o restabelecimento do serviço militar obrigatório para reforçar a defesa do país dada a "agressão da Federação Russa”.
O serviço militar obrigatório havia sido abolido na Ucrânia este ano, por uma lei de 2013 do ex-presidente Viktor Ianukovich, deposto em fevereiro. As Forças Armadas ucranianas têm atualmente cerca de 130 mil homens.

Notícias ao Minuto

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.