O Seu portal conservador de notícias, Evangelismo e Informação em defesa da fé Cristã

  • Últimas Notícias

    30 maio 2014

    No Brasil não é diferente: Na Inglaterra mulher morre pós rastejar por ajuda e hospital ter sido desprezada


    Uma mulher morreu na Inglaterra após ter sido ‘abandonada’ pelos médicos dentro do hospital. De acordo com o Daily Mail, a mulher implorava analgésico devido às insuportáveis dores, chegando mesmo a rastejar, pedindo ajuda, mas seu pedido foi ignorado.

    Uma mulher de 45 anos morreu no passado dia 30 de abril depois de ter dado entrada em um hospital com fortes dores de estômago e ter sido desprezada pelos médicos.
    Uma fotografia mostrada pelo Daily Mail, três dias antes de falecer, mostra a mulher rastejando implorando analgésico para suportar as dores.

     O caso aconteceu no corredor do hospital do Hospital da Universidade de North Staffordshire, na Inglaterra.
    A família da vítima acusa agora o hospital de ‘abandono’.
    “Foi horrível o que ela viveu. Estamos determinados a obter justiça para e descobrir a verdade sobre o que aconteceu. Ninguém deveria passar pelo que ela passou”, disse a filha.
    Os médicos se defenderam afirmando que a vítima tinha um histórico de coágulos de sangue e que não iam conseguir fazer testes adequados. 

    Notícias ao Minuto

    Sobre

    Exclusivamente voltado para matérias informativas em questões apologéticas, notícias e estudos bíblicos, este site tem o objetivo de servir como ferramenta de evangelização bem como alerta e preparo à igreja cristã sobre os últimos eventos que antecedem a Volta Gloriosa de nosso Senhor Jesus Cristo.

    Termos de Uso

    Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir os artigos em qualquer formato, desde que informe o(a) autor(a) e a fonte do artigo, bem como as fontes intermediárias, inclusive o Site "O Correio de Deus". Não é permitido a alteração do conteúdo original sem a devida notificação de alteração em cópia extraída deste site e muito menos a utilização para fins comerciais.
    Licença Creative Commons
    Este trabalho está licenciado com uma Licença