Premiê israelense deu declaração durante festa do 'Dia de Jerusalém'. País comemorou data com festas e desfiles de forte tom nacionalista. 

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, jurou que jamais permitirá a divisão de Jerusalém, cuja reunificação em 1967. Israel comemora nesta quarta-feira (28) com festas e desfiles de forte tom nacionalista.

"Há 47 anos, Jerusalém foi unificada e jamais será dividida" afirmou Netanyahu durante uma reunião especial do parlamento por ocasião do "Dia de Jerusalém". 
Este dia comemora a reunificação da cidade depois da conquista pelo exército israelense e a anexação de sua parte oriental árabe durante a Guera dos Seis Dias (junho de 1967).

Nos últimos anos, esta parte da cidade é cenário de tensões e confrontos entre israelenses e palestinos.

Israel considera Jerusalém como sua capital indivisível, enquanto que os palestinos desejam que o setor oriental de Jerusalém se converta na capital de seu futuro Estado.

A comunidade internacional, incluindo os Estados Unidos, não reconhece a anexação de Jerusalém Oriental.

DeOlhOnafigueira 

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.