quinta-feira, 15 de maio de 2014

Judeus ultraortodoxos protestam em Jerusalém antes de visita do Papa

Centenas de judeus ultraortodoxos protestaram nesta segunda-feira perto do Cenáculo, em Jerusalém, para exigir que Israel mantenha o controle sobre o local, onde o Papa celebrará uma missa em duas semana

O lugar é sagrado para os judeus porque, supostamente, é onde está o túmulo do rei Davi, e também e onde teria acontecia a Última Ceia, de Jesus Cristo com seus discípulos.

"Assim que o status quo do local for alterado, ocorrerão coisas nefastas", advertiu um dos manifestantes, o rabino Avraham Goldstein, que acusa o governo de Israel de querer ceder o Cenáculo ao Vaticano.

O templo foi administrado por franciscanos no século XIV, que depois foram expulsos, e atualmente faz parte de negociações entre o governo israelense e a Santa Sé, que quer recuperar seu controle. 

Durante sua visita ao Vaticano em 30 de abril, o presidente de Israel, Shimon Peres, declarou a um jornal italiano que um compromisso tinha sido acertado sobre o Cenáculo. mas nenhum anúncio foi feito desde então.

O papa Francisco realizará sua primeira viagem à Terra Santa entre 24 e 26 de maio, e vai celebrar uma missa no local.

Notícias Cristãs
DeOlhOnafigueira
O CORREIO DE DEUS
O CORREIO DE DEUS

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.