O Seu portal conservador de notícias, Evangelismo e Informação em defesa da fé Cristã

  • Últimas Notícias

    16 maio 2014

    Judeus estão manipulando fotos de crianças mortas na Síria: Os Cristãos não estão morrendo por causa do nome de Jesus!

    Já faz um tempo que vejo circulando pelas redes sociais, fotos terríveis de pessoas sendo decapitadas, crianças estranguladas e até de crucificados. Este, infelizmente, tem sido o dia a dia da população da Síria, onde a guerra travada entre as facções não poupa homens, mulheres e nem crianças. Aliás, quanto mais cruel for a morte, mais “honra” para o que vence a batalha. Estes são costumes milenares de uma cultura tribal que uma mente ocidental (e nem oriental) poderia começar a entender. No entanto, após descobrir a manipulação de uma dessas fotos – onde uma criança de uma família xiita foi estrangulada e deixada como troféu pelos rebeldes sunitas que a mataram juntamente com sua família, começou a circular pela internet – resolvi pesquisar.
    A maioria das fotos que vejo, dos posts e dos vídeos que são divulgados levam o título de “Cristãos Perseguidos, Igreja Perseguida, Mártires da Era Cristã” mas
    na verdade não passam de vítimas muçulmanas. Para quem não entende nem árabe e nem inglês e nem conhece o povo, fica muito difícil perceber. Mas geralmente estão recitando o alcorão, fazendo suas orações, ou percebe-se que são muçulmanos.
    Um site judaico de notícias populares, o Jews News de Israel (confira notícia:http://www.jewsnews.co.il/2014/05/11/this-little-child-was-hung-because-his-family-is-xtian-where-is-the-bds-outrage/) , divulgou a foto da criança com uma legenda em inglês no qual se lia: Esta criança foi morta por muçulmanos por ser Cristã. Já no site do The Clarion Project (confira a notícia:  http://www.clarionproject.org/news/syrian-rebels-hang-shiite-child-after-killing-family) , onde se lê a notícia original, descobre-se que a criança era de uma família xiita.
    Sabemos que para uma guerra ser vencida, ela precisa ser travada no campo das ideias. E no meio deste fogo cruzado, como se já não bastasse o sofrimento do povo, parece que alguns ativistas querem aproveitar o momento para causar mais ódio contra os muçulmanos.
    Os muçulmanos e seus filhos também estão morrendo de forma cruel. Não é só a população cristã. E ninguém se engane. Eu, que no Oriente Médio já fui detida para interrogatório por causa da atividade missionaria sei do que estou falando. São anos que vivo e moro entre eles. Ninguém está morrendo nesta guerra por causa do nome de Jesus! Assim como toda a guerra travada no Oriente Médio, esta guerra é pelo controle da terra. A guerra é pela terra! Esta tem sido a mesma situação de Israel e Palestina por centenas de anos!
    Esta situação deve nos fazer pensar porque razão, ativistas judeus gostariam de ver mais ódio nesta fogueira. É o Estado de Israel que na verdade possui mais de 200 ogivas nucleares, enquanto o Irã tão “perigoso” não conseguiu terminar nenhuma.
    Enquanto os Judaizantes brasileiros e seus líderes deliram em suas teologias, Iraque, Afeganistão, Egito e outros sofrem os horrores (uns mais do que outros) da invasão e do controle americano sobre suas reservas. Dizer que isso veio de Deus para proteção do Estado de Israel é tanta heresia quanto aquele “ungido” que afirmou que Deus “amaldiçoou os africanos”.
    Há por trás desta e de outras guerras um espírito destruidor. Esse é a própria reencarnação do MAL que além de matar, quer que outros matem e perpetuem o ódio. Mas é através da verdade que temos a chance de quebrar este círculo. Que Deus tenha misericórdia das nações do Oriente Médio.
    Gospel Mais

    Sobre

    Exclusivamente voltado para matérias informativas em questões apologéticas, notícias e estudos bíblicos, este site tem o objetivo de servir como ferramenta de evangelização bem como alerta e preparo à igreja cristã sobre os últimos eventos que antecedem a Volta Gloriosa de nosso Senhor Jesus Cristo.

    Termos de Uso

    Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir os artigos em qualquer formato, desde que informe o(a) autor(a) e a fonte do artigo, bem como as fontes intermediárias, inclusive o Site "O Correio de Deus". Não é permitido a alteração do conteúdo original sem a devida notificação de alteração em cópia extraída deste site e muito menos a utilização para fins comerciais.
    Licença Creative Commons
    Este trabalho está licenciado com uma Licença