Presidente avalia que medida não é coerente com um governo democrático

O governo federal confirmou, nesta quinta-feira (15), que desistiu de enviar ao Congresso Nacional o projeto de lei que criminalizava a ação dos Black Blocs. O entendimento do Planalto é de que a medida não seria bem vista pela sociedade.
A decisão foi confirmada pelo ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho. Segundo ele, a presidente Dilma avaliou que a criminalização de um grupo de manifestantes não é coerente com a democracia.

Ao longo do processo, a presidenta Dilma, ouvindo a sociedade, como é de bom tom em qualquer governo democrático, ouvindo o próprio governo nas suas áreas, chegou à conclusão de que não era o caso de nós fazermos uma nova lei em relação à questão das manifestações.
De acordo com Carvalho, a presidente preferiu “confiar na sociedade porque o aparato legal permite punir aqueles que quebram o procedimento democrático”.
Carvalho destacou ainda que, mesmo sem serem considerados criminosos, os Back Blocs não ficarão impunes. De acordo com o ministro, nenhum tipo de violência por parte dos manifestantes ou abuso por parte dos policiais será permitida.
Queremos que haja paz nas manifestações e não toleraremos nenhum tipo de violência, seja dos manifestantes, seja das forças policiais. Manteremos vigilância permanente nas doze sedes da Copa do Mundo.
A ideia de criminalizar os Black Blocs surgiu durante reuniões do grupo de trabalho, formado no governo federal, para discutir meios de conter a violência e o vandalismo durante as manifestações populares. A necessidade surgiu depois dos protestos de junho do ano passado, que tomaram conta das ruas das principais cidades do País.
O governo se prepara agora para controlar os protestos durante a Copa do Mundo. Nesta quinta-feira, manifestantes se mobilizaram em várias cidades brasileiras em manifestações contra a realização do Mundial.
R7

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.