terça-feira, 6 de maio de 2014

Após petição, Coca-Cola retira ingrediente polêmico de bebidas


O óleo vegetal bromado, ou BVO, na sigla em inglês, pode ser encontrado em algumas bebidas produzidas pela companhia americana, como o refrigerante Fanta ou o isotônico Powerade


A Coca-Cola planeja retirar um ingrediente polêmico de algumas de suas marcas de bebidas até o fim desse ano, depois de uma petição lançada na internet.
O óleo vegetal bromado, ou BVO, na sigla em inglês, pode ser encontrado em algumas bebidas produzidas pela companhia americana, como o refrigerante Fanta ou o isotônico Powerade.

Segundo a assessoria de imprensa da empresa no Brasil, os produtos da Coca-Cola vendidos no país não incluem esse ingrediente: "O uso da substância não está previsto pela legislação brasileira, de acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)", comunicou a assessoria da Coca-Cola em email enviado à BBC Brasil.
O BVO vem sendo usando como um estabilizador em bebidas com sabor de frutas e ajuda evitar que outros ingredientes se separem durante o processo de fabricação.
Os temores sobre os riscos do ingrediente à saúde estão relacionados ao brometo, uma substância também encontrada em retardadores de chamas.
Estudos médicos ligaram o consumo excessivo de refrigerantes contendo BVO a efeitos negativos sobre a saúde, como perda de memória e problemas nos nervos e na pele.
O BVO foi retirado da lista de ingredientes da Food and Drug Administration (FDA, o órgão de vigilância sanitária dos Estados Unidos) considerados "seguros" em 1970.
No entanto, companhias de bebidas são autorizadas a usar o BVO até o limite de 15 partes por milhão em suas bebidas.
Pressão pública
O porta-voz da Coca-Cola, Josh Gold, destacou que a decisão da empresa em remover o BVO não estava ligada a medidas de segurança.
"Todas as nossas bebidas, incluídas aquelas com BVO, são seguras e assim sempre foram – em linha com as regulamentações dos países onde elas são vendidas", disse ele, por meio de um comunicado.
"A segurança e a qualidade de nossos produtos é a nossa maior prioridade", acrescentou.

A Coca-Cola afirmou que substituirá o composto por isobutirato de acetato de sacarose ou éster de glicerol de resina, que é normalmente encontrado em chicletes.

A empresa afirma que dois sabores de seu isotônico Powerade – "ponche de frutas" e "limonada de morango" – já substituíram o BVO por éster de glicerol de resina de goma.
A decisão da Coca-Cola de remover o ingrediente de suas bebidas reflete uma tentativa das fabricantes de bebidas de reconsiderar certas práticas devido à pressão pública.
A campanha contra o uso de BVO foi uma iniciativa da americana Sarah Kavanagh, uma adolescente do Estado americano do Mississippi, que questionou por que a substância vinha sendo usada em bebidas direcionadas a esportistas.
No ano passado, a Pepsi, concorrente da Coca-Cola, já havia retirado o componente do isotônico Gatorade.
Um porta-voz da Pepsi acrescentou que a empresa "vem trabalhando ativamente para retirar o BVO do resto de seu portfólio de produtos".
A Pepsi usa o ingrediente em bebidas como o refrigerante cítrico Mountain Dew e do energético Amp Energy.

OTEMPO
Chemtrail Brasil
Chemtrail Brasil

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.