O Seu portal conservador de notícias, Evangelismo e Informação em defesa da fé Cristã

  • Últimas Notícias

    17 abril 2014

    Yaohu e Yaohushua: mais uma teoria sem fundamentos e completamente absurda!


    Faz um tempo que escrevi um artigo aqui no blog sobre uma temática do nome de Jesus, onde está havendo uma corrente que diz que o nome só pode ser falado em hebraico (Yehoshua ou Yeshua), pois Jesus é deus-porco em grego e deus-cavalo em hebraico, algo completamente equivocado.

    Não há qualquer relato de um deus porco na mitologia grega, muito menos de uma deus cavalo para os judeus ou romanos.

    O fato é que nestes tempos, muitos tem se levantado para profanar ou confundir a mensagem do evangelho (Tito 1:11).

    Querem dizer que a bíblia foi adulterada, não apenas errinhos de tradução como já falei em uma postagem, mas que ela foi manipulada, principalmente na parte do nome de Deus e de Jesus.

    Sinceramente, é cada uma. Pense comigo, se Deus não pode velar por sua palavra, que poder então Ele teria para velar por nós? Pra que servir este Deus que pode ser alvo de conspirações em sua verdade. Leia Jeremias 1:12.

    Vou dizer algo e quero que se atine para isto. “Errinhos” aconteceram sem haver alteração na palavra, pois muito se fala que a igreja católica alterou a bíblia para dar sentido ao paganismo. Isto não procede em nada.

    Pense um pouquinho, se realmente isto tivesse acontecido, as bíblias católicas fariam uma apologia a Maria, falariam que devemos prestar culto aos santos, não ia combater a idolatria e muito mais. A bíblia católica tem a palavra que depõe contra ela, o negócio é que eles deturparam por fora.

    Eu nunca fui católico, nem se quer assisti uma missa algum dia, porém sei que, eles fazem a catequese e neste instituto é que dão uma “interpretação” diferente para as palavras da bíblia. Sem alterar, apenas falam que a Igreja católica tem poder para instituir novas regras no cristianismo através de seus concílios. Assim meus caros leitores, a bíblia continua com sua real essência. Por exemplo, na bíblia católica Jesus nunca chama Maria de mãe, porém a igreja católica no catequismo dá uma interpretação diferente. A alteração não foi bíblica e sim na doutrina oral e filosófica em livros extra bíblicos.

    Diante disto, não há que se desacreditar na bíblia, muito menos dizer que o fato de se falar Jesus ou SENHOR é uma adoração a um deus pagão.

    Nome não se traduz, mas pode ser adaptado. O que isto quer dizer? Que Jesus continua significando “Yaweh salva” - Jesus é derivado de Yeshua – Je é de Jeová (YHWH) e sus de shua. Só para se ter noção, Yeshua é derivado de Yehoshua que é Josué – é o mesmo nome e isto na bíblia hebraica.

    Por isto, para uma melhor pronúncia ou porque o nome era impronunciável por não haver letras semelhantes, (como foi o caso do grego, por isto é Iesou) há estas adaptações que ocorrem em todo mundo, não só com o nome de Jesus, mas com qualquer imigrante. Por exemplo, o sobrenome Cohen, em muitos lugares é Kahn, em outros Kuhn, noutros é Coren.
    Bem, depois de tudo que foi falado você já pode ter uma noção queYaohu e  Yaohushua está completamente sendo usado com segundas intenções.

    Entenda que não sou racista e que este post não será também, mas devo relatar a conclusão de minha pesquisa que engloba uma disputa de raça.

    Muitos negros e posso dizer que isto se originou de um grupo nos Estados Unidos, onde se autodenominam os “verdadeiros israelitas”. Se proclamam os descendentes das tribos de Israel, pois dizem que os israelitas após a queda de Jerusalém em 70 d.c foram para as regiões da África. Dizem que os judeus da época de Cristo não eram brancos e sim negros ou de pele bem escura.

    Ora, é sabido que na Etiópia alguns judeus foram para lá na época do cativeiro babilônico e lá ficaram até pouco tempo, pois o Estado de Israel está os repatriando, mas isto não quer dizer que as outras nações da África possuem estes povos, ainda mais que eram minoria na Etiópia e foram descobertos por se manterem fiéis nas tradições judaicas (não 100% é claro).

    O negócio é que entra aí uma disputa racial. Muitos grupos negros radicais (aqui no Brasil não tem, mas nos EUA é muito forte o sentimento de defesa e orgulho racial) pegam esta história e generalizam para todos os negros, ao ponto de chamarem os judeus que aí estão de sinagoga de satanás, que não são os descendentes de Sem, mas sim de Jafé que estão habitando na terra que não é deles. Uma viagem completa.

    O maior problema, é que isto chegou no Brasil de uma forma diferente, cristianizado sob o nome de Yaohushua. Diferentemente dos EUA (lá eles não crêem no Novo Testamento), aqui acreditam em “Jesus” sob o nome Yaohushua, onde mistura um pouco a disputa racial e principalmente teológica. Alguns seguidores de Yaohushua tem se engajado numa corrente de defesa racial, mas como eu disse, são poucos que tem se proclamado os descendentes dos verdadeiros israelitas e por isto “Deus revelou para eles agora a verdade”.

    A teologia deles – o maior problema.

    Muitos falsos profetas tem saído pelo mundo (1 João 4:1), o que mais me assusta, são as pessoas que os seguem. Não o número-quantidade, e sim o fanatismo. Como podem ir neste devaneio tão longe. Eu acredito que muitos são pessoas com enfermidades mentais e problemas emocionais por se deixarem crer em tanta bobagem.

    Aqui na cidade onde moro há este grupo de seguidores de Yaohushua, se não me engano são suas testemunhas (como se auto proclamam). Fazem uma bagunça com o hebraico, que na verdade nem é o hebraico, mas uma mistura dele com idéias de nem sei onde vieram.

    O nome de Deus no hebraico massorético é em letras em português o equivalente YHWH (הוה'), falado como Yahweh (Iavé), possui as letras hebraicas Yud, Hêi, Vav, Hêi.

    Para eles está errado, pois o nome de Deus é Yaohu. Este hebraico também foi adulterado! É brincadeira mesmo.

    Fazem uma bagunça tão grande que se fosse para eu relatar tudo, o texto ficaria maior do que já está. Segundo eles, todo nome deve ter o Yaohu, como o Yaohushua, sem abreviações.

    Como já mostrado, não tem como o nome ser Yaohu (se fala Yaorru), porque não há o “Yao” em hebraico massorético e muito menos o “hu” não poderia ser empregado na pronúncia da letra “Vav”. O qâmêtz que eles falam que dá o som de “ao” não existe no hebraico massorético. NÃO EXISTIA VOGAIS NO HEBRAICO ANTIGO! Mesmo hoje, NÃO TEM o qâmetz no tetragrama YHWH.

    A verdade é que eles estão “inventando” uma nova língua hebraica, mas sem ter noção nenhuma do hebraico atual. Se tivessem mesmo o conhecimento da língua, saberiam que estes pontinhos que estão nas letras hebraicas (a imagem inicial) foram inseridos recentemente, ou seja, faz parte do hebraico atual e não do que foi escrito. A maioria são pessoas com uma nítida ínfima cultura, a outra parte são de doidos mesmos que ficam se “achando” os conhecedores dos oráculos antigos, ao ponto de dizer que até os judeus que codificaram o hebraico o fizeram errado.

    Creio que isto é muito complicado para alguns, e nem quero estar dando uma aula de hebraico aqui, apenas quis mostrar que esta “nova” revelação não passa de uma deturpação que começou lá atrás com os radicais que diziam que o único nome que poderia falar era Yeshua, que depois surgiu os que falavam que o único é Yehoshua, e por último o Yaohushua. Veja bem como se nasce e aumenta em vários ramos uma seita.

    Eu não me importo que as pessoas falem Yeshua ou Yehoshua (só não concordo com está vertente que não se pode falar Jesus), desde que preguem também o evangelho, que pelo meu visto não o fazem.

    Pior são os testemunhas de Yaohushua, que viajaram mais longe ainda, ao ponto de estarem se vestindo e tendo os costumes dos judeus do primeiro século.

    Assim, termino alertando, não sigam ou fiquem confusos com qualquer tipo de ventos doutrinários, provenientes de mentes malignas, que rejeitam a simplicidade do evangelho e o amor de Deus. Saibam que nosso Deus não é um Deus de confusão (1 Coríntios 14:33).

    A esperança em Deus, não traz confusão (Romanos 5:5). Que Deus vos abençoe e vos livre de toda palavra que vem para afastá-los do amor que há em Cristo Jesus.

    Deixo também o vídeo de um rapaz que refuta também está “idoidologia”.




    Templo jovem virtual

    Sobre

    Exclusivamente voltado para matérias informativas em questões apologéticas, notícias e estudos bíblicos, este site tem o objetivo de servir como ferramenta de evangelização bem como alerta e preparo à igreja cristã sobre os últimos eventos que antecedem a Volta Gloriosa de nosso Senhor Jesus Cristo.

    Termos de Uso

    Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir os artigos em qualquer formato, desde que informe o(a) autor(a) e a fonte do artigo, bem como as fontes intermediárias, inclusive o Site "O Correio de Deus". Não é permitido a alteração do conteúdo original sem a devida notificação de alteração em cópia extraída deste site e muito menos a utilização para fins comerciais.
    Licença Creative Commons
    Este trabalho está licenciado com uma Licença