O EVANGELHO
Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma? (Mateus 16:26)

terça-feira, 15 de outubro de 2013

FUKUSHIMA APOCALÍPTICO:O PIOR PODE ACONTECER EM NOVEMBRO!





















 Mais de dois anos após o terremoto e tsunami devastou o Japão, a usina de Fukushima está em ruínas, vazamentos de 300 toneladas de água poluída lançadas no Oceano Pacífico a cada dia . Mas isso não é nada comparado com o que poderia acontecer em novembro.

No que pode ser o mais perigoso para a humanidade a partir da crise dos mísseis em Cuba, TEPCO (Tokyo Electric Power Co.). - A empresa japonesa que possui a usina de Fukushima - tenta eliminar cerca de 1.300 barras de combustível do reator 4  que está muito danificado.

Por que devemos nos preocupar? Porque muitos especialistas acreditam que a TEPCO e Japão não têm corpo técnico ciêntífico, engenharia e nem recursos financeiros para concluir os o reparos. E você sabe o que acontece se você comete um erro em uma usina nuclear? Você promove um grande desastre nuclear.


Estamos falando de mais de 15.000 vezes a radiação que foi lançada durante o bombardeio de Hiroshima na II Guerra Mundial  isso é o equivalente a 85 desastres de Chernobyl.

Então qual é o problema? Essencialmente, as barras de combustível danificadas são imersos numa câmara na parte superior da unidade de reator 4. O telhado original desapareceu. A câmera está caindo aos pedaços. A integridade de toda a construção e mesmo as barras de combustível em sí  não são confiáveis.

A situação deve ser corrigida. Se não, um outro terremoto, tsunami ou uma tempestade poderia forçar o colapso da piscina, expondo as barras de combustível no ar e fazendo-a inchar, que liberam enormes quantidades de radiação para a atmosfera. "Ocorreria um evento sem precedentes ".

Felizmente, algumas grandes reparações têm tido lugar, incluindo a construção de uma nova estrutura de telhado por cima da unidade do reactor 4, bem como à instalação de equipamentos que irão auxiliar na remoção e transferência das barras de combustível irradiadas, de acordo com a World News Nuclear .
Mas se á TEPCO não fizer os procedimentos bem feitos, muitas pessoas acreditam que se não der certo as barras podem tocar ou quebrar durante o processo de extração, expondo o material radioativo para a atmosfera - a probabilidade é considerada alta por alguns.

Nesse caso, as faíscas provocariam a radiação que é liberada no ar como um bando de pássaros liberados de uma gaiola desesperados. Mas não só as aves, mas os pássaros seriam mortais causariam câncer radioativo. Aqui está o Professor Charles Perrow de Yale (que, para ser claro, é professor de sociologia - e não de física nuclear) vejam o que ele tem a dizer sobre o assunto:

"Muito mais grave é o perigo de que o conjunto de barras de combustível irradiados, na parte superior da planta nuclear de número 4 pode causar um colapso em uma tempestade ou um terremoto, ou uma tentativa fracassada de remover cuidadosamente cada um dos 1.535 bares e transportes a um pool de armazenamento comum de 50 metros de distância. "

"As condições na piscina da unidade 4, a 100 metros do chão, são perigosas, e se dois dos bares desfazer contato, pode causar uma reação nuclear seria incontrolável. A radiação emitida por todas estas barras, se são continuamente arejadas são separadas, mas haveria a necessidade de exigir a evacuação das áreas em torno incluindo Tóquio ".

Devido à radiação no local dos 6.375 bares na piscina de armazenamento comum, que não pode ser resfriado continuamente, uma seria fissão faria com que toda a humanidade estivesse ameaçada, por milhares de anos. "

A magnitude da devastação depende do que, exatamente, se explora. Se você dirigir só o Reactor 4, depois do Japão, países vizinhos estarão em risco.

A área metropolitana de Tóquio o lar de 35 milhões de pessoas poderia mesmo ter que ser evacuadas, de acordo com o Japan Times.

"Em novembro, a Tepco planeja começar a delicada operação de remoção de combustível irradiado do reator 4. Com a radiação equivalente a 14 mil vezes a quantidade liberada pela bomba atômica de Hiroshima. Ele continua vulnerável e em risco de liquefação do solo. A extração de seu gasto de combustível contendo plutônio mortal é uma tarefa urgente. As consequências podem ser muito mais graves do que qualquer acidente nuclear que o mundo já viu."

"Se uma haste de combustível cai, quebra ou emaranhados vierem a ser removidos, os piores cenários possíveis incluem uma explosão, uma fusão na piscina, ou um grande incêndio. Qualquer uma destas situações pode resultar em lançamentos maciços radionuclídeos mortais na atmosfera, colocando muitos no Japão incluindo Tóquio e Yokohama e até mesmo países vizinhos estariam em graves riscos ".

A explosão do reator 4 da unidade também seria uma má notícia para os EUA. A poeira Nuclear provavelmente montaria em correntes de ar através do Pacífico, de modo que a radiação na costa oeste dos EUA faria com que Americanos vivessem em casa com as janelas fechadas.

Mas aqui é o problema. Fukushima está cheio de conjuntos de combustível irradiado submerso em piscinas sem proteção. Estes suportes são essencialmente grupos de barras que contêm combustível nuclear que permanecem altamente radioativo. Eles são atraídos para lá em grandes poças de água. Se a unidade funciona durante o reator 4 que a TEPCO tentou remover as barras de combustível irradiados, é perfeitamente concebível que a explosão poderia causar uma explosão ainda maior que envolve toda Fukushima (incluindo todos os elementos de combustíveis, dos quais existem 11.000) , levando à liberação de contaminantes nucleares em escala inimaginável.

Quão ruim pode ser? O cientista, Dr. Helen Caldicott que vive em Boston, planeja se mudar com sua família para o hemisfério sul (o que é esperado para receber muito menos radiação) se o "cenário apocalíptico Fukushima" for desenvolvido.

As consequências precisas não são claras, mas estamos vendo uma centenária enxurrada de materiais tóxicos, energia nuclear, provocando evacuações em massa em todo o hemisfério norte.

E só para ficar claro, isso não é uma teoria da conspiração. O combustível piscina no reator 4 tem sido chamado de a maior ameaça de curto prazo para a humanidade.

Um senador dos EUA disse que Fukushima é considerada  ''um risco à segurança nacional."

Especialistas nucleares têm advertido que "o hemisfério norte deve ser evacuado se a piscina de combustível entrar em colapso."

O ex-assessor da ONU Akio Matsumura chamou a remoção iminente de barras de combustível "uma questão de sobrevivência humana."

FONTE: URGENTE 24


ÚLTIMAS NOTÍCIAS E ARTIGOS

Poderá também gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...