Últimas Notícias



O SUS paga com o dinheiro do imposto dos pobres diversas práticas ocultistas e religiosas como Reiki, yoga e meditação, que têm origem no hinduísmo e outras religiões orientais. Isso não é medicina ou ciência. É religião.

O Estado laico e a separação do governo e igreja só valem contra o Cristianismo. Imaginem se o SUS pagasse por orações de um padre ou pastor, o escândalo que seria. Na verdade, religiosos cristãos têm dedicado há séculos tempo e esforço na visita a hospitais sem cobrarem um centavo nem serem reembolsados pelo Estado. Incrivelmente, há um movimento para que essas visitas gratuitas (que não precisam ser aceitas por nenhum paciente) sejam proibidas.

O objetivo é promover o ocultismo com dinheiro público e sustentar toda uma classe de religiosos não-cristãos com impostos,  ainda que as pessoas estejam morrendo nas filas de atendimento por doenças banais e hospitais filantrópicos (muitos deles de origem cristã)  estejam sendo fechados porque o governo não honra seus pagamentos.

A perseguição contra o Cristianismo é uma realidade, sancionada pelo governo brasileiro.

Fonte:
http://g1.globo.com/bemestar/noticia/meditacao-arteterapia-e-reiki-passam-integrar-procedimentos-do-sus.ghtml?utm_source=facebook&utm_medium=social&utm_campaign=g1


Nas tratativas com a Procuradoria Geral da República foram citados ao menos dois pagamentos efetuados no exterior por meio de offshore e que não poderiam aparecer na contabilidade oficial da empreiteira

AGÊNCIA ESTADO

Em seu acordo de colaboração com a Justiça, a Odebrecht vai detalhar os bastidores de pagamentos por meio do Setor de Operações Estruturadas, o departamento da propina, relacionados ao Programa de Desenvolvimento de Submarino (Prosub) da Marinha do Brasil. Nas tratativas com a Procuradoria Geral da República foram citados ao menos dois pagamentos efetuados no exterior por meio de offshore e que não poderiam aparecer na contabilidade oficial da empreiteira.
O projeto de submarinos nucleares, orçado inicialmente em 6,7 bilhões de euros (cerca de R$ 23 bilhões, segundo cotação atual), só saiu do papel após parceria com a França. O programa foi entregue a um consórcio formado pelo construtor naval francês DCNS, cujo principal acionista é o governo da França, e a Odebrecht, escolhida sem licitação pelos franceses.

Os dois pagamentos não contabilizados oficialmente pela Odebrecht foram feitos ao empresário José Amaro Pinto Ramos e ao ex-presidente da Eletronuclear, o almirante Othon Pinheiro da Silva. Amaro Ramos, segundo um dos delatores, representava interesses da francesa DCNS. As informações fazem parte das negociações da delação do executivo Luiz Eduardo Soares, funcionário do Setor de Operações Estruturadas, com os investigadores da Lava Jato. O jornal "O Estado de S. Paulo" apurou que também participaram das operações envolvendo o projeto do submarino os executivos Benedicto Júnior, ex-presidente da Odebrecht Infraestrutura, e Fabio Gandolfo, representante da Odebrecht na Marinha para o Prosub e na Eletronuclear.

No caso dos pagamentos ao almirante, a transação foi efetuada por meio de uma offshore indicada pelo operador Paulo Sérgio Vaz de Arruda. Othon Pinheiro foi preso em duas fases da Lava Jato: a Radiotividade e a Pripyat, acusado de corrupção nas obras da usina de Angra 3.
Soares, chamado de "Luizinho" na Odebrecht, contou aos investigadores ter atuado no apoio para que a empresa pagasse 4,5 milhões de euros ao almirante. O pagamento foi realizado na conta da offshore Iberoamerica Projectos Empreendimentos Y Consultoria S.A, indicada ao executivo por Vaz de Arruda. Atualmente Vaz de Arruda é conselheiro na Bombril S/A e ligado à Bonsucex Holding. Ele teria sido apresentado a funcionários da Odebrecht pelo almirante Othon Pinheiro.

PEP

Tanto o operador como a offshore Iberoamerica Projectos já apareciam na delação de Vinicius Borin, um dos responsáveis pelas contas da Odebrecht no Meinl Bank, sediado no paraíso fiscal de Antígua. Em sua delação, Borin afirmou não ter conseguido efetuar alguns pagamentos para a offshore de Vaz de Arruda, uma vez que ele era representante de um PEP - sigla em inglês para identificar pessoa politicamente exposta.

Além dos pagamentos para Othon, o executivo citou pagamentos do departamento de propina para José Amaro Pinto Ramos, que seria representante dos franceses. Sócio de familiares do Othon Pinheiro, na Hydro Geradores e Energia, José Amaro já apareceu em ao menos dois grandes casos de corrupção: no caso Alstom e também no cartel de trens do Metrô de São Paulo.
No caso do submarino, José Amaro recebeu por meio da offshore Casu Trust & Management Services, que possui conta no Meinl Bank As tratativas dos pagamentos teriam sido realizadas em reunião na própria casa do lobista, na Chácara Flora, em São Paulo.
O ex-diretor da Odebrecht Cláudio Melo Filho informou no anexo de delação premiada que a empresa contava com um executivo de relações institucionais para apoio ao projeto do submarino em Brasília, chamado Rubio Fernal e Souza.

O projeto

O Prosub tem como objetivo a elaboração do projeto e a construção, no Brasil, do primeiro submarino nuclear nacional e da infraestrutura industrial necessária para manter a iniciativa O programa foi lançado em 2008, no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O ex-presidente brasileiro chegou a assinar uma "parceria estratégica" com o então mandatário da França, Nicolas Sarkozy. A DCNS ficou responsável pela transferência de tecnologia ao País e escolheu a Odebrecht como parceira nacional no projeto, sem realização de licitação.
Em agosto do ano passado, o Tribunal de Contas da União apontou sobrepreço de R$ 406 milhões na construção da Base Naval do Estaleiro da Marinha, em Itaguaí, no Rio de Janeiro. A estrutura faz parte do programa brasileiro.
O Prosub havia sido citado em relatório da 36.ª fase da Lava Jato, denominada Ommertá. A citação se deu pelas anotações sobre o programa encontradas em celulares do ex-presidente da empreiteira Marcelo Odebrecht. No caso, segundo a Polícia Federal, o assunto Prosub estava relacionado à atuação do ex-ministro Antônio Palocci, que tratava com a empreiteira assuntos ligados ao projeto.

Calendário

A Procuradoria-Geral da República (PGR) e a força-tarefa da Lava Jato tentam encerrar ainda nesta semana a colheita de depoimentos de todos os delatores da Odebrecht. Emílio Odebrecht, patriarca da família que dá nome ao conglomerado e presidente do Conselho de Administração do grupo, encerrou seu depoimento ontem. Ele foi ouvido em Brasília, na PGR, nos últimos dois dias.
Nesta semana, os executivos iniciaram os depoimentos para confirmar o que prometeram contar nos anexos do acordo de delação premiada assinada há duas semanas.
Depois da fase de depoimentos, todo o material é encaminhado ao Supremo Tribunal Federal (STF), onde precisa ser homologado pelo ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato na Corte. Só depois de homologadas, as delações podem ser usadas pela PGR para abertura de inquéritos e oferecimento de denúncias. A intenção da PGR é encaminhar os depoimentos ao Supremo antes do recesso do Judiciário, que terá início no próximo dia 20. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: O tempo


Jornal MT-Agora revela caso revoltante de tortura de bebê de 3 meses por grupo praticante de magia negra. A imagem mostra o raio-X do crânio da vítima.


"Um caso que inicialmente foi tratado como maus-tratos a um bebê de três meses de vida no início dessa semana no município de São Pedro da Cipa, teve uma reviravolta e levou a polícia a uma linha de investigação chocante que envolve rituais de magia negra. A Polícia Civil do município de Jaciara, comandada pelo delegado Marcelo Melo, já prendeu três envolvidos na sessão de tortura, sendo um deles o pai da criança."



A mãe recebeu R$ 250 de uma bruxa de apelido "Baiana", e no local foram encontradas velas e um líquido destinado a entorpecer a criança.

Infelizmente, casos como este são comuns no Brasil, como mostra esta outra ocorrência do início do ano:



Fonte: Veja a matéria no site do G1, clicando neste linkG1


O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, e seu contraparte russo, Vladimir Putin, concordaram nesta quarta-feira (14) em que as violações ao cessar-fogo na cidade síria de Aleppo devem parar - disseram fontes da Presidência turca.

"Em um telefonema, reforçaram que o acordo de cessar-fogo alcançado ontem [terça-feira] à noite deveria ser implementado [e] as violações do pacto deveriam cessar", relataram as fontes.

O porta-voz do Kremlin, Dimitri Peskov, confirmou à agência estatal Ria Novosti que o telefonema ocorreu.

Turquia, Rússia e os grupos rebeldes sírios firmaram na terça-feira (13) um acordo para que os civis e os combatentes insurgentes abandonassem Aleppo.

Se tivesse sido confirmado, o acordo significaria o fim da resistência da oposição na segunda cidade da Síria, depois de anos de combate, e uma grande vitória do governo de Bashar al-Assad.

O cessar-fogo durou apenas algumas horas, com Damasco retomando seus bombardeios aéreos e os tiros de artilharia já nesta quarta.

No telefonema, os presidentes reafirmaram seu compromisso de começar a evacuação dos civis e os combatentes rebeldes, através de corredores humanitários, "logo que for possível", acrescentaram as fontes turcas.

Erdogan disse a Putin que Ancara está disposta a tomar todas as medidas necessárias para oferecer ajuda humanitária e abrigo temporário, após a abertura de corredores humanitários, completaram as mesmas fontes.

Em 27 de dezembro, Turquia, Irã e Rússia se reúnem em Moscou para estudar uma solução política para a guerra na Síria, acrescentou Ancara.

"Estamos nos esforçando para garantir um cessar-fogo no país e para que comecem negociações para uma solução política", declarou o ministro turco das Relações Exteriores, Mevlut Cavusoglu, à rede de televisão TGRT Haber.

"No final do mês, em 27 de dezembro, em Moscou, teremos uma reunião tripartite", declarou.

Fonte: AFP


Autoridades da ONU criticaram, nesta quarta-feira (14), as declarações de um porta-voz do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, insinuando que uma nova escola financiada pelas Nações Unidas em Gaza está sendo usada para "glorificar o terrorismo".

Na semana passada, o porta-voz Ofir Gendelman tuitou três fotos, nas quais crianças levavam o que pareciam ser armas falsas, durante um exercício no pátio de uma escola. Ele também publicou a foto de um cartaz anunciando a construção do centro Jamal Abdel Nasser, a nova escola financiada pela ONU em Gaza.

"Essa escola foi construída pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância", tuitou.

"A mensagem é clara: as crianças glorificam o terrorismo", inferiu, em seguida.

A ONU rebateu, afirmando que não há conexão entre as fotos publicadas por Gendelman e a escola. Um de seus representantes, Roberto Valent, reconheceu que as imagens foram tiradas em 2013, em uma escola que não foi financiada pela ONU.

Hoje, o coordenador humanitário da ONU nos Territórios Palestinos, Robert Piper, pronunciou-se no Twitter: "Chocado com essas mentiras contra a ONU (...) Esse nível de desinformação por parte do governo [israelense] sobre Unicef e PNUD não pode continuar".

A construção do estabelecimento acaba de começar em Gaza, completou Piper.

Procurado pela AFP, Gendelman não fez qualquer comentário, mas reagiu a Valent também pelo Twitter: "O problema é que as escolas da Faixa de Gaza tem programas de manejo de armas para crianças e celebram o terrorismo".

Israel e grupos palestinos de Gaza iniciaram uma guerra em 2008, que se prolongou por três anos. Governado pelo movimento islamita Hamas, o território palestino sofre há uma década com o embargo israelense.

Fonte: AFP


No total, seis pessoas foram detidas no Estado ao longo de 2016

A Polícia de Pernambuco prendeu, ao longo do ano, seis pessoas por crime de pornografia infantil, o dobro do número de detidos em 2015.

A última prisão ocorreu após operação da Polícia Federal em Maranguape I, em Paulista, na Grande Recife: um porteiro de 31 anos foi detido por armazenar conteúdo de pornografia infantil em um computador.

Fonte: Notícias ao Minuto

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.